OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,906 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Geral / Eduardo Cardeal

Quem é Eduardo Cardeal? Radialista e Jornalista. Atualmente é setorista do ASA, pela Rádio 96 FM de Arapiraca. Atuou em quase todas as rádios da capital Alagoana, e também em TV como correspondente de Alagoas para a Band News e TV Brasil.
14/02/2019 10:37:53
Vasco da Gama, um exemplo para o mundo!
/ Foto: O Globo

 O Clube de Regatas Vasco da Gama, mais conhecido como Gigante da Colina protagonizou nesta quarta-feira (13) uma cena que passa a ser exemplo para o mundo, devido ao seu gesto de grandeza mesmo sabendo da rivalidade que tem com o Flamengo.

Durante o jogo da semifinal da Copa Guanabara, a camisa dos jogadores do Vasco estampava a bandeira do Flamengo, em homenagem a tragédia que culminou no incêndio e a morte de 10 jovens talentos das categorias de base do Clube.

Isto vindo do Gigante da Colina talvez para muitos tenha sido uma surpresa, mas para quem acompanha a história do futebol vascaíno sabe o quanto este Clube é marcado por estas peculiaridades.

Segundo a história, o Vasco foi o primeiro time brasileiro a abrir portas para jogadores negros, quebrando o preconceito existente até então.

Na década de 20, o futebol carioca era dominado por Fluminense, Flamengo e Botafogo, todos da elite da zona sul da cidade, e o Vasco tinha surgido da periferia, sendo formado por pequenos comerciantes portugueses e lusos descendentes. Contava ainda com jogadores operários, analfabetos, negros e mulatos, enquanto que os outros só tinham jogadores da classe média alta e brancos. Devido a isso, o Gigante da Colina foi proibido de jogar nos estádios cariocas e terminou construindo o seu próprio estádio de São Januário para continuar sua trajetória, onde sagrou-se campeão carioca em 1923.

Pois bem, a homenagem do Vasco para o Flamengo foi um gesto que vai além do futebol.


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Eduardo Cardeal