OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,150 Arapiraca, 27ºC Tempo nublado

Geral / Isve Cavalcante

Quem é Isve Cavalcante? Isve Cavalcante é radialista desde 1971. Ele nasceu na cidade de Caruaru, município de Pernambuco. Já trabalhou em várias rádios, prefeituras e emissoras de televisão. Atualmente apresenta o programa “Show de Notícias” na Rádio 96 FM Arapiraca.
16/09/2019 15:18:43
Justiça do Rio condena ex-diplomata por agressões à ex-mulher, a atriz Cristiane Machado

A Justiça do Rio de Janeiro condenou o empresário e ex-diplomata Sérgio Schiller Thompson-Flores a três anos em regime semiaberto no processo das agressões à ex-mulher, a atriz Cristiane Machado. O empresário poderá recorrer da sentença em liberdade.

O caso se tornou público em novembro de 2018, com exibição das imagens da agressão no “Fantástico”. Em outubro, ele foi acusado de agredir a atriz, com quem era casado, com socos, tapas e tentativa de enforcamento.

Delegado acredita que família morta com 50 tiros no Paraná foi vítima de acerto de contas

A Polícia Civil acredita que a família morta baleada com cerca de 50 tiros, na noite deste domingo (15), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, foi vítima de um acerto de contas.

Robson Ferreira, de 31 anos, Daniele Ferreira, de 27 anos, e Breno, de seis anos, foram mortos quando chegavam em casa, no bairro Chapada.

Outras duas crianças que estavam no carro, filhas do casal, foram atingidas por estilhaços e ficaram feridas.

Uma mulher, de 26 anos, e uma outra criança que estavam na calçada também tiveram ferimentos e foram encaminhadas ao hospital.

De acordo com o delegado delegado-chefe da Polícia Civil de Ponta Grossa, Nagib Palma, Robson estava envolvido com o tráfico de drogas, tinha acabado de deixar a prisão e usava tornozeleira eletrônica, cumprindo pena por roubo.

Corpos humanos continuam se mexendo mais de 1 ano após morte

Pesquisadores australianos descobriram que cadáveres continuam se movimentando por meses após a morte.

A descoberta foi feita graças à Instalação Australiana de Pesquisa Experimental Tafonômica (AFTER, na sigla em inglês) e pode ser muito útil para a polícia.

Por 17 meses, a pesquisadora Alyson Wilson monitorou um corpo através de câmeras que, a cada 30 minutos, filmavam o cadáver.

"O que descobrimos foi que os braços estavam se movendo significativamente, de modo que os membros que começavam ao lado do corpo [esticados] terminavam na lateral do corpo [dobrados]", disse a especialiata à ABC News.

 

 

 

 

Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Isve Cavalcante