OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,201 Arapiraca, 22ºC Parcialmente nublado

Geral / Isve Cavalcante

Quem é Isve Cavalcante? Isve Cavalcante é radialista desde 1971. Ele nasceu na cidade de Caruaru, município de Pernambuco. Já trabalhou em várias rádios, prefeituras e emissoras de televisão. Atualmente apresenta o programa “Show de Notícias” na Rádio 96 FM Arapiraca.
11/01/2018 15:00:57
Chinês viaja 800 km para espancar mulher que avaliou mal sua loja virtual
Reprodução/AsiaWire A Cliente Xiao Die recebeu mensagens de ameaça e foi agredida após reclamar de prazo de entrega de loja online chinesa / Foto:

 C/IG

Um vendedor espancou uma consumidora após ela ter dado uma avaliação negativa para sua loja online, em Zhengzhou, na China.

Câmeras de segurança instaladas na rua em que a agressão ocorreu, flagraram o momento em que um homem identificado como Zhang, deu socos e pontapés na jovem Xiao Die até que ela caísse no chão.

De acordo com informações do Daily Mail , o homem negociava as mercadorias de sua loja online Taobao por meio do site Alibaba, mas teve problemas com a entrega da compra da jovem, que reclamou a demora.

Depois de ter mandado mensagens ameaçando a cliente por se sentir prejudicado pela reclamação, o chinês viajou 800 km para se vingar.

A mulher relata que comprou aproximadamente R$ 140 em roupas no dia 20 de dezembro do ano passado, e que, após três dias de espera, resolveu denunciar a demora na própria plataforma virtual.

O porta-voz da Taobao justificou a demora pelo período de grande consumo e encomendas que a loja passa nas semanas próximas ao Natal, o que retardou o prazo de entrega de Xiao e de outros clientes.

Entretanto, no mesmo dia em que publicou a queixa, a mulher recebeu uma mensagem alegando que “ela seria destruída”.

Die ainda chegou a receber ligações anônimas feitas de um telefone no leste do país.

Consequências
O ataque do vendedor raivoso causou fraturas no cotovelo esquerdo, contusões e ferimentos leves no rosto e no corpo da vítima.

Segundo ela, o rapaz disse que não se importou em viajar um dia e uma noite só para “lhe dar uma lição” por tê-lo feito perder 12 pontos na classificação do e-commerce.

Com o auxílio das filmagens, a polícia de Erlijiang de Zhengzhou conseguiu identificar o vendedor.

Ele foi detido no dia 6 de janeiro e ficará na prisão por 10 dias.

Depois do acontecimento, o site Alibaba optou por se desvincular da loja online do agressor, excluindo o e-commerce da sua plataforma principal de vendas.

 

 

 

 

 


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Isve Cavalcante