OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,319 Arapiraca, 20ºC Parcialmente nublado

Geral / Isve Cavalcante

Quem é Isve Cavalcante? Isve Cavalcante é radialista desde 1971. Ele nasceu na cidade de Caruaru, município de Pernambuco. Já trabalhou em várias rádios, prefeituras e emissoras de televisão. Atualmente apresenta o programa “Show de Notícias” na Rádio 96 FM Arapiraca.
11/06/2017 11:46:23
Ter um cachorro faz bem à saúde e existem provas científicas disso
/ Foto:

 C/Noticias ao minuto

Todos os animais são bem-vindos a um lar onde há amor para dar e vender. Cachorro, gato, peixe, periquito, papagaio, hamster, coelho, canário... o animal em si não importa, pois a saúde e bem-estar do bicho e do dono acabando sempre ganhando.

Em primeiro lugar, destaca o site Eat This, Not That!, os cães têm o 'poder' de baixar a pressão sanguínea dos donos e tudo porque conseguem acalmá-los e enternecê-los, como concluiu um estudorealizado pela Universidade da Carolina do Sul.

E como diminuem a pressão sanguínea, estes amigos de quatro patas são ainda capazes de reduzir o risco de doenças cardíacas nos donos.

Diz uma recente investigação partilhada pela Associação Americana do Coração que olhar para o cachorro faz com que o coração bata de uma forma mais benéfica para o próprio órgão.

Seja em um momento de brincadeira, interagir com o animal reduz significativamente os níveis de estresse e faz com que a pessoa se desligue de tudo o que a atormenta.

Um estudo da Universidade Commonweatlh da Virgínia vai mais longe e diz que a presença de um cão no local de trabalho ajuda ainda a aumentar a produtividade dos funcionários.

Passear, correr, saltar... com um cachorro, o exercício físico está sempre garantido e não é só a saúde do dono que ganha com isso, também o animal se sente mais amado, mais enérgico e mais saudável.

E se combinarmos todos os benefícios acima mencionados o que obtemos com isso? Um menor risco de depressão.

Sim, os cães - e, sejamos honestos, qualquer outro animal - conseguem reduzir - e muito - os sintomas de depressão nas pessoas, uma vez que a interação humano-animal faz com que os hormônios fiquem mais equilibrados e sejam estimulados os neurotransmissores relacionados com a sensação de prazer e bem-estar.

Mesmo existindo o risco de alergia ao pelo do animal, a presença de um cão é ainda capaz de reforçar o sistema imunológico do dono.

No caso das crianças, diz uma pesquisa publicada na revista Pediatrics, ter um cachorro na família faz com que todos fiquem mais protegidos e, por isso, sejam menos propensos a pegar gripes ou constipações.

Um estudo norte-americano citado pela publicação diz também que os cães conseguem atenuar a dor física das pessoas e tudo graças à compaixão que têm com quem cuida deles.

O lado social também ganha com a presença de um cachorro.

Sim, aquela cena comum em filmes de uma pessoa que é várias vezes abordada quando passeia com o seu animal é uma realidade bastante comum, diz a publicação, destacando que ter um cão (e, mais uma vez, qualquer outro animal) não só aumenta os níveis de felicidade como pode contribuir para uma vida mais longa, prazerosa e de qualidade.
 


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Isve Cavalcante