OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,190 Arapiraca, 20ºC Estrelado

Editorias

12/08/2017 23:45
Arapiraca
Familiares de Pedro Tertuliano relembram vida do homenageado pela Prefeitura de Arapiraca
Pedro Tertuliano agora é o nome da avenida que dá acesso ao Morro Santo da Massaranduba, em Arapiraca
/ Foto: Assessoria

 Guerreiro, amigo, íntegro, bonito, extrovertido, amável, generoso, honesto e simples. Alguns familiares descrevem o arapiraquense Pedro Tertuliano da Silva com esses adjetivos. Outros membros da familia vão mais além, dizem que “não tem palavras para caracterizá-lo” ou que ele era “uma pessoa sem defeito”. Mas o fato é que esse homem, falecido no dia 23 de janeiro de 2009, acaba de ser homenageado pelo prefeito Rogério Teófilo.

Pedro Tertuliano agora é o nome da avenida que dá acesso ao Morro Santo da Massaranduba, nada mais justo, visto que a pista cruza as terras que o filho de Manoel Felix e Alice Jovelina explorou. “Era tudo mata virgem, depois virou uma fazenda e hoje está sendo construido um loteamento”, explicou um dos 53 netos de Tertuliano.

Isso exemplifica a parte da biografia em que a família fala que Pedro “sempre esteve à frente dos avanços locais, seja desbravando territórios, seja nos meios sociais”. Ligado no 220W, foi a primeira pessoa da comunidade dono de um rádio a pilha, de uma bicicleta, de uma televisão, de um automóvel, sem falar no gerador de energia que ele implantou.

Tertuliano só sossegava quando chegava à noite. Na hora do terço. Era sagrado. De domingo a domingo, até os seus últimos dias de vida, o terço era rezado e ele ficava ajoelhado do começo ao fim. E essa herança religiosa foi deixada como legado, tanto que no dia do encontro com o prefeito Rogério, antes de qualquer início de conversa, a familia pediu que fosse rezado um Pai Nosso e uma Ave Maria.

Lucas FerreiraDSC_0617
Aqueles olhos azuis, que nunca deu uma “pisa” em um filho, mas que o olhar era tão rígido que não precisava nem de palavras, gostava de fumar um cigarrinho de palha na porta da casa número 213, que foi por tantas vezes visitada por Rogério. Nos seus 97 anos de existência, ele só deixou de fumar quando já não sustentava mais o cigarro na boca.

O Senadinho, como foi batizada a calçada da residência de Pedro Tertuliano, ainda é palco de orações, de cervejinha, de milho assado, de bate papo sobre política e jogos. E durante a conversa para a criação desta matéria, o Senadinho foi palco de gratidão. Emocionada, a família sabe que onde Pedro estiver, ele está feliz com o reconhecimento do, antes de qualquer cargo que ocupe, amigo Rogério Teófilo.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Arapiraca