OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,190 Arapiraca, 20ºC Estrelado

Editorias

19/05/2017 15:07
Arapiraca
Hospital de Emergência do Agreste lança novo Boletim Epidemiológico
Acidentes com animais peçonhentos lideram com 1.649 atendimentos
/ Foto: Davi Salsa

 Principal referência no atendimento a pacientes com traumas de média e alta complexidade no interior de Alagoas, o Hospital de Emergência Daniel Houly lançou, nesta sexta-feira (19), mais uma edição do Boletim Epidemiológico.

O documento é uma publicação do Serviço de Epidemiologia Hospitalar, que é coordenado pela assistente social Ana Lúcia Alves Lima.

Os dados foram apresentados em palestra ocorrida no período da manhã, na sala do Núcleo de Educação Permanente (NEP), como parte das atividades do Maio Amarelo para prevenção de acidentes.

Ana Lúcia Alves revelou que o Boletim Epidemiológico do Hospital de Emergência do Agreste tem como base as informações epidemiológicas e, também, dos agravos de notificações dos atendimentos realizados entre janeiro e dezembro do ano passado.

A publicação traz dados precisos acerca dos acidentes com animais peçonhentos, atendimento antirrábico, intoxicação exógena, violência interpessoal/autoprovocada, acidente de trabalho grave e acidente de trabalho por exposição a material biológico.  

Os dados foram repassados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificações (Sinan) do próprio hospital, que é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e atende pacientes de 52 municípios do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco, em Alagoas, além de estados vizinhos, como Pernambuco, Sergipe e Bahia.

 Escorpiões

Durante a apresentação do Boletim Epidemiológico, a coordenadora Ana Lúcia Alves Lima revelou que os acidentes por picadas de animais peçonhentos (cobras, aranhas, escorpiões, entre outros) registraram 1.649 atendimentos entre janeiro e dezembro do ano passado.

As picadas de escorpiões lideram com 73% dos casos, e as mulheres são as maiores vítimas com 54% do total de atendimentos.

A cidade de Arapiraca representa 76% de todas as ocorrências, e Limoeiro de Anadia com 4%. No período foi registrado apenas um óbito.

O boletim mostra, ainda, que os atendimentos antirrábicos somaram 319 casos, enquanto o número de intoxicações exógenas foi de 965 atendimentos, sendo 50% para tentativas de suicídio e 30% para ocorrências acidentais.

Nos casos de violência interpessoal ou autoprovocada, as maiores vítimas são as mulheres com 53% do total de atendimentos no Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca.

Os acidentes de trabalho com gravidade atingem os homens (83%), enquanto os acidentes por exposição a material biológico são mais comuns entre as mulheres com idade entre 30 e 39 anos (75%). ????

Fonte: Assessoria


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Arapiraca