OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,783 Arapiraca, 20ºC Parcialmente nublado

Editorias

13/06/2018 23:45
Esporte
Adeus à seleção depois da Rússia? Messi diz que só pensa no título
A Argentina estreia no sábado, às 10h (de Brasília), contra a Islândia, em Moscou.
/ Foto: Reprodução
Lance

 Poucos dias depois de dizer ao jornal Sport, da Espanha, que seu futuro na seleção argentina dependerá do que acontecer na Copa do Mundo da Rússia, Lionel Messi recuou e avisou que está focado somente em realizar seu "sonho de criança".

- Não quero falar sobre meu futuro. No momento estou concentrado apenas no presente e em fazer o melhor que eu puder nessa Copa do Mundo. A Copa do Mundo é especial para a Argentina, é um grande sonho conquistá-la. Para mim seria a realização de um sonho de criança, então você pode ter certeza de que farei tudo o que puder - disse o craque, ao ser questionado sobre o tema pelo jornal Express, da Inglaterra.

Na conversa com o Sport, publicada no último fim de semana, Messi citou o motivo que pode fazê-lo cogitar o adeus à seleção: as críticas da imprensa à sua geração, que chegou a três finais (perdeu a Copa de 2014 para a Alemanha e caiu duas vezes diante do Chile na Copa América, em 2015 e 2016). Nesta última, ele chegou a declarar que não jogaria mais pela equipe nacional, mas voltou atrás.

- Não sei (se continuarei na seleção). Dependerá do nosso desempenho na Copa, de como terminaremos. Chegar a três finais e não ganhá-las nos fez passar por momentos complicados com a imprensa da Argentina, pelas diferenças de ver o que significa chegar a uma final. Não é fácil e é preciso valorizar. É verdade que o importante é ganhar, mas chegar lá não é fácil - declarou o camisa 10, naquela ocasião.

Ao Express, Messi falou sobre os três adversários da primeira fase e mostrou confiança na capacidade da Argentina, mesmo que classificar-se nas Eliminatórias tenha sido uma missão complicada.

- É verdade que as Eliminatórias foram complicadas, demoramos muito para conseguir a classificação. Mas o importante é que estamos aqui, na Copa do Mundo, e daremos o nosso máximo. Se nós jogarmos como sabemos que podemos será difícil bater a Argentina - comentou.

- A Islândia foi bem em seu último torneio, então o primeiro jogo não será confortável para nós. Mas será preciso ganhar para que as partidas seguintes não se tornem ainda mais complicadas. A Croácia tem um grande time, com jogadores das grandes ligas europeias, e será um jogo perigoso. Não sabemos muito sobre a Nigeria, mas as equipes africanas geralmente são compactas, resistentes e fortes. Não será uma caminhada fácil.

A Argentina estreia no sábado, às 10h (de Brasília), contra a Islândia, em Moscou.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Esporte