OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,750 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Editorias

11/07/2019 14:20
Esporte
Atlético-MG e Cruzeiro duelam em clássico histórico na Copa do Brasil
Último encontro pela competição foi na campanha histórica do Atlético-MG em 2014
/ Foto: Divulgação
Redação com CBF

O Atlético-MG reencontra o Cruzeiro na Copa do Brasil, nesta quinta-feira (11), no Mineirão, às 21h. O último e único encontro entre as equipes pela competição foi em 2014, em uma campanha histórica marcada pelo canto da torcida atleticana do "Eu acredito!". Para a Raposa, equipe com o maior número de títulos da competição, a busca pelo tricampeonato consecutivo tenta apagar esse último duelo e reescrever uma nova história.

Viradas históricas, clássico na final: a campanha histórica de 2014

Nas quartas de final, o Corinthians venceu com um gol de Guerrero, no primeiro tempo, e outro de Luciano, no segundo. Na partida de volta, quando o peruano voltou a marcar, poucos acreditavam que o clube paulista pudesse levar quatro gols. Entre esses poucos, estavam os jogadores e a torcida do Galo, que em nenhum momento deixaram de pressionar e incentivar. A recompensa veio com um gol de Luan, dois de Guilherme e o gol da classificação marcado por Edcarlos, aos 41 do segundo tempo.

Após passar pelo Corinthians, o Galo tinha pela frente o Flamengo, que empurrado por sua torcida, fez 2 a 0. E o placar só não foi maior porque Victor fez uma grande partida. Novamente a classificação mineira parecia impossível. Naquele momento, o time já não contava com alguns jogadores importantes, como Guilherme, que sofreu uma lesão. A diretoria tinha dispensado três atletas por indisciplina: Jô, André e Emerson Conceição. A desvantagem já era imensa e aumentou após o gol do Rubro negro carioca, marcado por Everton, no primeiro tempo. Mas Carlos, ainda no primeiro tempo, empatou. Maicosuel, Dátolo conseguiram deixar a esperança mineira viva. E Luan, aos 39 minutos do segundo tempo, garantiu mais um milagre e a vaga do Galo na final contra o Cruzeiro.

Na decisão, o adversário do Galo foi o Cruzeiro. E o Atlético-MG venceu o primeiro duelo: 2 a 0. Criou melhores oportunidades de gol da partida e praticamente não foi ameaçado pela Raposa. Construiu uma vantagem importantíssima para o jogo de volta. Luan e Dátolo fizeram os gols da vitória. O segundo jogo da decisão foi muito parecido com o primeiro. O domínio atleticano foi claro desde o início, e o gol marcado por Diego Tardelli, no fim do primeiro tempo, praticamente deu o título para o Galo. No segundo tempo o Atlético administrou a vantagem que tinha. O título, diferentemente das quartas e da semifinal, veio sem sustos, mas nem por isso foi menos comemorado.

O maior campeão da Copa do Brasil em busca do tricampeonato

No ano passado, na grande decisão contra o Corinthians, o Cruzeiro conseguiu um feito inédito: a equipe se tornou a maior campeã da história da competição. Anteriormente, estava empatada com o Grêmio, com cinco, contudo, ao conquistar o bicampeonato ficou isolada na liderança. E em 2019 quer realizar mais um e se tornar a primeira equipe a se tornar tricampeã da competição.

A primeira conquista da Raposa em 1993, diante do próprio Tricolor Gaúcho. Depois de empatar fora de casa por 0 a 0, o time mineiro venceu por 2 a 1 e ficou com o título. Roberto Gaúcho e Cleison fizeram os gols, com Pingo descontando para o clube do sul. Em 1996 veio o bicampeonato, diante do Palmeiras. Depois de um empate em 1 a 1 em Minas Gerais, o Cruzeiro levantou o segundo troféu da competição em São Paulo, ao vencer por 2 a 1. Luizão abriu o placar para os paulistas, mas Roberto Gaúcho e Marcelo Ramos garantiram a taça dos mineiros.

Em 2003, o Cruzeiro teve pela frente o Flamengo. Depois de empatar em 1 a 1 no Maracanã, jogo marcado por um golaço de letra de Alex, o time de Luxemburgo, venceu bem os cariocas no Mineirão. Vitória por 3 a 1 e tetra conquistado. Em 2017, novamente o Flamengo. Igual 2003, o primeiro jogo no Rio de Janeiro terminou em 1 a 1, com decisão marcada para o Mineirão. Em Belo Horizonte, jogo disputado, empate em 0 a 0 e disputa levada para os pênaltis. Nas cobranças, Fábio brilhou, pegou a cobrança de Diego e encaminhou a conquista, finalizada por Thiago Neves. No ano passado, decidiu fora de seus domínios. No Mineirão, fez o dever de casa e venceu por 1 a 0 com gol de Thiago Neves, assim como na Arena Corinthians. Com gols de Robinho e Arrascaeta, o time mineiro venceu o Timão por 2 a 1 e faturou a taça.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Esporte