OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,022 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Editorias

16/05/2019 12:19
Polícia
PC prende cinco acusados de homicídio de comerciante em Craíbas
O crime foi praticado em outubro de 2018
Delegado Regional de Arapiraca, Igor Diego / Foto: Reprodução
Redação

Cinco suspeitos de matar a pauladas um homem em outubro de 2018, na zona rural de Craíbas, no Agreste do Estado, foram presos na manhã desta quinta-feira (16) por policiais civis.

As prisões aconteceram em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela 8ª Vara Criminal de Arapiraca após solicitação do delegado Igor Diego, titular da delegacia regional de Arapiraca e que também responde pela distrital de Craíbas. Igor Diego presidiu o inquérito policial. O documento deve ser remetido à Justiça.

A investigação concluiu que Renata Feitosa de Oliveira foi a mentora intelectual do crime. De acordo com o delegado o fato se deu porque Renata teria engravidado de William dos Santos, que foi embora para São Paulo. Sem condições de criar a criança, Renata decidiu dar a menina para adoção para um comerciante identificado como José Alaércio da Silva, 33 anos, conhecido como Zé Barbeiro, que não só adotou a bebê como colocou o próprio nome na certidão de nascimento da criança.

Ainda segundo a autoridade policial, o maior problema se deu após William voltar para a cidade e descobrir que Renata havia engravidado e dado a filha deles. Ele exigiu, então, a devolução da criança. Renata decidiu, então, planejar a morte de Zé Barbeiro. Ela contou com o apoio do amante, William, e de outros três suspeitos, identificados como Denisvaldo da Silva, José Roberto da Silva Nabuco e Edivan da Silva Santos. O delegado ressaltou que dois dos acusados já possuem passagens pela polícia por outros crimes, inclusive com mandados de prisão em aberto por crime de homicídio.

A polícia descobriu que no dia do crime, 13 de outubro de 2018, os assassinos aguardaram o comerciante Zé Barbeiro sair do trabalho e o abordaram nas proximidades do Povoado Riacho Salgado, em Craíbas, onde o mataram a pauladas sem dar chances de defesa para a vítima, caracterizando, assim, um crime cruel e covarde. A moto de Zé Barbeiro foi deixada no local do crime pelos assassinos, o que fez a polícia descartar a tese de latrocínio.

Em entrevista os acusados negam a autoria do crime, inclusive a principal mentora. Todos os envolvidos foram autuados por crime de homicídio e serão conduzidos para a casa de custódia em Arapiraca, onde ficarão à disposição da justiça. Enquanto que Renata deve ser encaminhada para o presídio feminino Santa Luzia, em Maceió.
 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia