OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,867 Arapiraca, 19ºC Tempo limpo

Editorias

17/05/2018 13:37
Polícia
Polícia prende engenheiro e zelador de igreja evangélica em operação contra pedofilia
Em Alagoas, participaram da operação 10 delegados, 70 agentes e 4 peritos de criminalística, além de equipes táticas do Tigre, da Oplit e da Asfixia.
/ Foto: Reprodução
Diário Arapiraca com assessoria

 Desde as primeiras horas desta quinta-feira (17), foi deflagrada a operação Luz da Infância II para combater à pedofilia. A operação resultou na prisão de três pessoas em Alagoas, sendo um engenheiro holandês e um zelador de uma igreja evangélica em Maceió. No município de Rio Largo, região Metropolitana da capital, a polícia também prendeu um acusado.

De acordo com a delegada de Crimes Contra Crianças e Adolescentes da Capital, Adriana Gusmão, foram presos: Paul Jozef de Jonge, 56 anos, que foi detido em um condomínio de luxo localizado no bairro da Serraria; Roberto Marinho da Cruz, de 56 anos, que é zelador da igreja batista localizada no bairro da Jatiúca - já esponde por ato obsceno praticado em um ônibus - e o terceiro envolvido que foi identificado como José Márcio dos Santos Acioli, de 40 anos, que foi preso na cidade de Rio Largo.

A polícia também apreendeu alguns objetos como notebooks com vídeos e fotos com crianças e adolescentes. Nas imagens, algumas crianças aparecem praticando ato sexual.

Em entrevista coletiva esta a manhã, a delegada afirmou que ainda pode ter mais materiais escondidos.

“Esses materiais que apreendemos são chocantes e serão encaminhados para o instituto de criminalística porque pode ter mais material escondido, apagado”, ressaltou a delegada.

Mesmo após o término da operação, as investigações seguem acontecendo e se for constatado que os suspeitos abusaram das vítimas, eles serão indiciados por estupro de vulnerável.

Em Alagoas, participaram da operação 10 delegados, 70 agentes e 4 peritos de criminalística, além de equipes táticas do Tigre, da Oplit e da Asfixia.

A operação foi realizada em todo país resultando em 129 presas.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia