OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,167 Arapiraca, 20ºC Parcialmente nublado

Editorias

20/03/2017 07:56
Política
Sérgio Moro grava vídeo agradecendo apoio da população na Lava Jato
Gravação foi publicada na página 'Eu Moro com Ele', em uma rede social
/ Foto: Reprodução

 O juiz federal Sérgio Moro gravou um vídeo neste domingo (19) agradecendo o apoio que tem recebido da população no âmbito da Operação Lava Jato. A gravação, feita em Maringá, no norte do Paraná, tem pouco mais de um minuto e foi publicada na página ?Eu Moro Com Ele?, mantida em uma rede social pela esposa do juiz Rosângela Moro. O agradecimento foi feito para comemorar um ano de criação da página e também do aniversário de três anos da operação.

Na breve mensagem, Moro agradece a todos que "participam ou enviam comentários à página", e explica que a página foi criada em um "momento difícil, mas foi uma forma das pessoas mandarem manifestações de solidariedade e apoio". Diz também que as mensagens encaminhadas à ?Eu Moro Com Ele? incentivaram o trabalho desenvolvido nas investigações.

"Ajudou em um momento muito tenso que nós atravessávamos, pois contávamos com o apoio da grande maioria, ou talvez da totalidade, da população para esses trabalhos que vem sendo realizados na Operação Lava Jato", disse.

A página ?Eu Moro com Ele? foi criada em março de 2016, na mesma época que Sérgio Moro retirou o sigilo de uma série de interceptações telefônicas do ex-presidente Lula e divulgou o teor das conversas, entre as quais o diálogo de Lula com a ex-presidente Dilma.

Em maio do mesmo ano, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo no dia 19 de janeiro de 2017, anulou a validade jurídica da escuta, e considerou que o magistrado não tinha competência para analisar o material. Além disso, o ministro considerou irregular a divulgação das conversas.

Três anos de Lava Jato

Na sexta-feira (17), no dia que a operação completou três anos de investigações, o juiz ministrou uma palestra em Maringá e falou sobre o papel da sociedade no combate à corrupção.

Para Moro, só as investigações e a punição dos envolvidos não são suficientes para acabar com a corrupção no país."O governo e o Congresso têm uma responsabilidade fundamental. É possível, por exemplo, aprovar novas leis que tornem o sistema de Justiça Criminal mais eficiente, mas não só isso. Leis que eliminem as oportunidades para a própria prática do crime de corrupção. Leis que habilitem os governados a controlar as ações dos seus governantes, como leis que estabeleçam regras claras em contratos públicos, transparência de informações e dados de qualquer atividade governamental", disse Moro.

A Operação Lava Jato foi deflagrada no dia 17 de março de 2014, já contabiliza 38 fases, e as investigações resultaram em quase 200 prisões. É a maior operação de combate à corrupção no Brasil. Entre multas, indenizações e recursos mantidos no exterior, já foram recuperados mais de R$ 10 bilhões.

Fonte: G1


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Política