OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Arapiraca, 32ºC Parcialmente nublado

Notícias

10/01/2017 16:20
Brasil
Suspeita de tráfico é presa após ostentar vida de luxo
Jovem publicava nas redes sociais fotos de viagens e carros importados. Além dela, outros três homens participantes do grupo foram detidos
/ Foto: Reprodução/ Instagram

 Três homens e uma mulher, suspeitos de fornecer drogas para traficantes da Serra, na Grande Vitória, foram presos, nesta segunda-feira (9). Suspeita de chefiar o grupo, a mulher faturava R$ 500 mil por mês com a venda de maconha, segundo a Polícia Civil.

Nas redes sociais, a jovem, de 26 anos, ostentava vida de luxo, com fotos de viagens e carros importados. De acordo com o delegado Augusto Giorno, da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, ela gostava de ser chamada de "baronesa".

"Ela tinha uma vida de ostentação, de viagens, ostentando carros de luxo", disse o delegado.

Após as investigações, a polícia descobriu que tudo era comprado com dinheiro do tráfico de drogas. A mulher viajava com frequência para o Paraguai, buscava maconha e repassava para traficantes de bairros da Serra.

Quem vendia para ela era um universitário, de 25 anos, que foi preso nesta segunda-feira, no estacionamento de um supermercado de Laranjeiras, no momento em que entregava cinco quilos de maconha pra dois traficantes de Vila Nova de Colares.

Viagens ao Paraguai

Já a chefe do grupo foi presa em um apartamento, em Colina de Laranjeiras. A polícia disse que as viagens dela pra buscar droga no Paraguai aconteciam há, pelo menos, quatro anos, e que a jovem mantém uma rede de contatos com traficantes do país vizinho. As investigações mostraram que ela vendia 200 quilos de maconha por mês.

"Ela já possui passagens, inclusive foi presa no Paraná, e ela é uma pessoa articulada, sim, tinha contatos. Isso foi comprovado pela investigação", disse Giorno.

Fonte: G1 ES


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Brasil