OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,935 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Notícias

13/04/2019 06:11
Cidades
Servidora é agredida pelos irmãos do prefeito de Olho d'Água Grande: "velha sem vergonha"
Confusão aconteceu na secretaria de Saúde do município; Josineide também foi agredida fisicamente e teve seu celular confiscado
Josinaide foi agredida com insultos, socos e empurrões / Foto: Cortesia ao Diário Arapiraca
Redação

Josinaide Nascimento Boia Landislau, 51 anos, é funcionária efetiva do município de Olho d’Água Grande, no Agreste de Alagoas. Ela está lotada na Secretaria de Meio Ambiente e nessa sexta-feira (12) chegou para trabalhar como de costume, porém não foi assinar o ponto de imediato e acabou sendo agredida pelo irmão do prefeito - José Adelson (PSDB) - e secretário de Finanças, José Geraldo Vieira de Melo. O caso foi parar na delegacia de Arapiraca após xingamentos, agressões físicas e aparelho celular confiscado.

De acordo com a vítima, a irmã do prefeito e secretária de Saúde, Maria Vieira de Melo, colocou uma interrogação em vermelho no local que deveria ser assinado pela servidora. Impedindo, assim, que a mesma assinasse o ponto.

Sem concordar com a situação e para provar que compareceu ao trabalho, Josineide pegou seu celular e gravou um vídeo informando que estava na repartição pública.
Enquanto isso, a secretária, que havia saído, retornou com o secretário de finanças mencionado logo no início desta reportagem. Em tom de deboche, Maria disse: “grave agora”.

Depois de inúmeros insultos, a servidora pegou novamente o celular e quando ia começar a gravar, o secretário (e irmão do prefeito, assim como a secretária de Saúde) imediatamente avançou agressivamente para tomar o aparelho da servidora

O celular ficou sob posse do mesmo até o caso parar na delegacia. Lá, a vítima afirmou que quando o irmão do prefeito pegou seu celular disse: “venha gravar agora sua palhaça, sua sem vergonha, uma mulher velha sem vergonha”.

Josineide também afirmou ter sido chamada de ladra pela secretária. Que não satisfeita, agrediu a funcionária com socos e empurrões enquanto seu irmão, com o celular da servidora na mão, pedia “venha pegar”.

Trancados em uma sala para conferir o que a servidora havia gravado, Josineide foi empurrada contra a porta, momento em que um funcionário identificado como Anderson segurou José Geraldo. .

Neste momento, a servidora agredida foi informada pelo secretário que estava suspensa e que quando retornasse iria ver a fúria do mesmo. Em seguida, a vítima foi até o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Girau do Ponciano comunicar o ocorrido.

José Geraldo só foi depor após falar com o procurador do município, que entre outras coisas o orientou a procurar a polícia.

Em seu depoimento, ele disse que foi informado que Josineide estava abrindo as salas, enquanto gravava com o celular, para ver quais funcionários estavam trabalhando. Chegando na secretaria, chamou a funcionária para conversar.

Ao entrarem em uma sala, o celular da servidora caiu no chão e o mesmo confirmou que pegou e que disse que só devolveria quando acabasse a conversa. Como a funcionária não aceitou e ficou bastante alterada, ele disse que entregaria para a polícia. José Geraldo afirma que só fez isso pois estava sendo arranhado pela funcionária.

A irmã de José e secretaria de Saúde também depôs e alega ter sido empurrada.

O caso será investigado pela Polícia Civil, com quem o Diário Arapiraca mantém contato.

O portal também está tentando entrar em contato com o prefeito  Zé Adelson e com a pessoa que responde pela secretaria de Meio Ambiente, visto que a mesma não estava no local no momento da confusão.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Cidades