OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,851 Arapiraca, 25ºC Parcialmente nublado

Notícias

07/07/2018 07:39
Cidades
Cursos trazem novas perspectivas profissionais para jovens
Ensino Médio Integrado a cursos de ludoteca e secretariado escolar e cursos profissionalizantes são oferecidos em escolas estaduais da região
/ Foto: Assessoria
Assessoria

 Cursos disponibilizados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) têm trazido novos horizontes para estudantes do ensino médio do Vale do Mundaú. Seja por meio do ensino médio integrado a cursos de ludoteca/ secretariado escolar ou do MedioTec - programa do Governo Federal que oferece cursos técnicos concomitantes para estudantes do ensino médio - a juventude local matriculada nas escolas estaduais têm a chance de aprender ofícios que abrem perspectivas para um futuro profissional.

“Por meio destes cursos, a Seduc busca preparar melhor o estudante da rede estadual para o mercado de trabalho, esteja ele na capital ou no interior de Alagoas”, fala o superintendente de Políticas Educacionais, Ricardo Lisboa.

Segundo a gerente da 7ª Gerência Regional de Educação (Gere), Roseane Vasconcelos, os alunos da região contam tanto com cursos técnicos como Fruticultura, Multimídia, Agroecologia e Logística e de Formação Inicial e Continuada (FIC) como agentes de combate a endemias, agente de desenvolvimento cooperativista, agente de limpeza e conservação, agricultor familiar e artesão em bordado à mão. “Eles estão espalhados por escolas de União dos Palmares, Branquinha, Ibateguara, Murici, Santana do Mundaú e Colônia Leopoldina”, informa.

Aprendizado e prática - Em Murici, os alunos da Escola Estadual Professor Loureiro participam de dois cursos do MedioTec: Agroecologia e Multimídia. Ambos iniciaram no ano passado, mas os alunos já tiveram uma experiência prática dos conhecimentos adquiridos.

Os de Agroecologia visitaram uma fazenda em Recife, enquanto os de multimídia, dentre outras atividades, elaboraram um material de divulgação para o Instituto de Educação Física da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A parceria entre escola e instituto foi viabilizada graças a um professor que também aluno do curso de Educação Física da Ufal.

Por meio da parceria, os alunos criaram panfletos, cartazes, logomarca e até mesmo um jingle para divulgar a ação. O estudante José Vitor dos Santos, da 3ª série do ensino médio, diz que o curso de Multimídia lhe mostrou o futuro que deseja para si. “Aprendemos muita coisa, vale muito a pena. Gosto de tecnologia e quero seguir carreira na área, cursar uma faculdade como Design ou Engenharia da Computação”, revela o José Vitor.

A coordenadora do curso de licenciatura de Educação Física, Maria Elizabete de Andrade elogia a iniciativa. “Esta parceria entre escola e Ufal foi muito interessante e permitiu aos alunos colocar em prática o que aprenderam”, observa. A diretora da unidade de ensino, Fabíola Loureiro, aponta também a função social destes cursos. “São 40 alunos de Agroecologia e 34 de Multimídia, com estudantes do interior de Alagoas que, por meio destas formações, têm a chance de buscar novos horizontes e se preparar melhor para o mercado de trabalho”, avalia.

Formação diferenciada - Em União dos Palmares, a Escola Estadual Rocha Cavalcante oferta, desde 2016, o ensino médio integrado aos cursos de ludoteca e secretariado escolar. Nesta modalidade, o aluno cursa os três anos do ensino médio atrelado ao curso de ludoteca ou secretariado escolar, mas, ao contrário do ensino integral, não estudam em jornada ampliada.

“O Rocha foi durante muitos anos uma referência na oferta do curso normal, o antigo magistério, aqui em União. Desde 2016, estamos com estes dois cursos, que sempre são muito procurados nas matrículas. Este ano, formaremos nossas primeiras turmas”, conta a diretora-geral Sandra Vitorino.

No curso de ludoteca, o aluno aprende criar espaços e instrumentos lúdicos que ajudam no desenvolvimento de crianças e estimulam o exercício mental em idosos. Já no curso de secretariado escolar, o estudante é capacitado para atuar no planejamento e desenvolvimento de atividades administrativas e pedagógicas de uma unidade de ensino. Ambos possuem demanda e alta chance de empregabilidade no mercado de trabalho.

Trabalhando a mente - Na escola, os alunos de ludoteca tiveram uma identificação instantânea com o curso e, literalmente, já colocam “a mão na massa”. É o caso de Anyelle Galvão e seus colegas da 2ª série do ensino médio, os quais produziram diversos brinquedos sensoriais. “São brinquedos que desenvolvem o psicológico da criança, estimulando a coordenação motora e a criatividade. Elas aprendem brincando”, explica a jovem.

Ana Beatriz da Silva é uma das formandas deste ano e já teve chance de estagiar na área. “Fiquei encantada, gosto de crianças e idosos e quero muito trabalhar nesta área quando concluir meus estudos. O curso me permitiu, por exemplo, compreender melhor as crianças e aumentou minha vontade de estar em sua companhia”, garante a garota.

 

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Cidades