OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,128 Arapiraca, 21ºC Parcialmente nublado

Notícias

20/03/2017 17:00
Economia
Cuidado! A Receita Federal também está de olho nas suas redes sociais
A fiscalização da Receita não se restringe apenas ao banco de dados de instituições oficiais. O órgão também analisa as publicações em redes sociais de contribuintes para identificar os bens e o uso de laranjas.
/ Foto: Reprodução

Quem já declarou ou vai declarar o Imposto de Renda e pensa em ocultar bens da Receita Federal deve tomar cuidado.

A fiscalização da Receita não se restringe apenas ao banco de dados de instituições oficiais. O órgão também analisa as publicações em redes sociais de contribuintes para identificar os bens e o uso de laranjas.

Já na área de seleção e programação da ação fiscal, a Receita Federal está utilizando modelos de inteligência artificial que realizam buscas na internet e incluem essas informações entre os parâmetros para seleção do contribuinte para fiscalização (malha).

Esses dados de perfis na internet são indícios que se somam aos diversos outros cruzamentos que os auditores fiscais realizam, como informações bancárias, cartórios, veículos, declarações de fontes pagadoras, profissionais de saúde, aluguéis etc. O cruzamento dessas informações retroalimenta os sistemas.

A estimativa da Receita é de que as informações de redes sociais já tenham contribuído para o lançamento ou atribuição de responsabilidade tributária a mais de dois mil contribuintes que teriam sonegado cerca de R$ 1 bilhão.

A identificação do real proprietário e dos bens são fundamentais para que os lançamentos tributários tenham a garantia de que serão pagos, pois estarão garantidos com os patrimônios bloqueados.

Durante a fiscalização, por meio de fotos postadas em redes sociais, os auditores identificaram o vínculo entre uma pessoa usada como laranja e o real dono de uma empresa e comprovaram a irregularidade.

Fonte: Portal Brasil


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Economia