OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,256 Arapiraca, 25ºC Parcialmente nublado

Notícias

12/02/2018 16:41
Economia
Mogi Guaçu é a cidade de São Paulo que mais emprega na citricultura
Município ficou entre os que fecharam 2017 com maior número de contratações no ramo
/ Foto: G1

 A cidade de Mogi Guaçu (SP) empregou mais gente na citricultura (plantio de laranjas) em 2017 do que outras cidades referências no ramo no Estado de São Paulo. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 4.096 vagas foram geradas no setor, o que representa um aumento de 24% de admissões em relação a 2016.

A cidade também ficou entre os municípios que fecharam o ano com o melhor saldo de contratações na citricultura. A diferença entre contratações e demissões em Mogi Guaçu foi de 2.701 postos de trabalho. Já a movimentação, que soma admitidos e demitidos, fechou em quase 6.800.

“Mogi Guaçu é uma região citrícola tradicional. Em 2017, a região da cidade foi muito bem em relação ao desenvolvimento da safra. E a colheita na citricultura é manual, então você precisa de gente para colher. Por isso é natural essa proeminência na geração de empregos”, explica Ibiapaba Netto, diretor-executivo executivo da Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Citrícos (CitrusBR).

O diretor também ressalta que uma das possíveis explicações para o número alto de contratações na cidade é a localização dos escritórios que contratam os trabalhadores. “Pode ser que as contratações sejam feitas em Mogi para trabalhos na região. É que o trabalhador nem sempre é contratado no local de trabalho onde irá atuar”, explica.

Essa não é a primeira vez esse ano que Mogi Guaçu se destaca na geração de empregos. A cidade teve o melhor desempenho entre os 18 municípios da região de Campinas (SP) que fecharam 2017 com números positivos, criando 951 vagas com carteira assinada.

Regiões

A cidade integra a região sul do cinturão agrícola, divisão que leva em consideração os municípios produtores do estado de São Paulo e do triângulo mineiro. Nessa região também estão cidades como Americana, Araras, Artur Nogueira, Amparo, Bragança Paulista, Cordeirópolis, entre outras. No total, são 51 municípios.

Segundo o Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), a região sul será responsável pela colheita de aproximadamente 71 milhões de caixas. Isso representa aproximadamente 18% das 385 milhões de caixas que o Fundo estima que serão produzidas até o final da safra 2017/2018. Cada caixa carrega quase 41 kg de laranjas.

Escala estadual

Os dados do Caged também mostraram que, em 2017, a citricultura foi uma das principais atividades geradoras de emprego do estado de São Paulo. No total, foram 51.477 admissões, que representam um crescimento de 23% em relação a 2016. O saldo de empregos, de 14.557 postos de trabalho, ficou acima do registrado em 2016, ano que fechou com o saldo negativo de 2.930.

“O crescimento na demanda por mão de obra no setor citrícola se deve ao grande volume de laranjas produzido durante a safra 2017/2018”, diz Netto.

A safra 2017/2018 começou em julho do ano passado e vai até julho deste ano.

 

 

 

 

Fonte: G1


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Economia