OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,128 Arapiraca, 21ºC Parcialmente nublado

Notícias

21/04/2017 00:43
Justiça
Primos são inocentados da morte do estudante Douglas Vasconcelos
Júri popular absolveu os primos Clebson Luciano Mota da Silva e José Carlos Oliveira Rocha Júnior da acusação de homicídio. Crime aconteceu em 2007.
/ Foto: Reprodução

 O júri popular absolveu, na noite desta quinta-feira (20), os primos Clebson Luciano Mota da Silva e José Carlos Oliveira Rocha Júnior da acusação de homicídio contra Douglas de Oliveira Vasconcelos. O julgamento foi realizado no Fórum da Capital, no bairro de Barro Duro, parte alta de Maceió.

O julgamento começou na manhã de quarta-feira (19) e foi suspenso à noite, sendo retomado na manhã desta quinta. Testemunhas de defesa e acusação, além dos réus, foram ouvidos. A sessão foi conduzida pelo juiz Geraldo Cavalcante Amorim.

O promotor de Justiça José Antônio Malta Marques ficou responsável pela acusação e pedia a condenação dos réus por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. Já a defesa, que teve à frente o advogado Welton Roberto, sustentou a tese de não haver provas contra os acusados.

O caso

O estudante Douglas de Oliveira desapareceu no dia 9 de setembro de 2007, por volta das 18h, após sair de sua casa no bairro da Gruta de Lourdes para um show que aconteceria em Jaraguá. A vítima havia informado a seus familiares que iria ao show com uma amiga, mas, momentos antes de sair de casa, teria ligado para Júnior, com quem mantinha um relacionamento amoroso há mais de quatro anos, pedindo para ele o levasse ao local.

O corpo do estudante foi encontrado já em estado de decomposição quase um mês após o crime, no dia 5 de outubro, próxima à Usina Roçadinho, na cidade de Roteiro.

De acordo com as investigações, o motivo do crime teria sido a decisão de Douglas de revelar à família o relacionamento de quatro anos mantido com Júnior. Em 18 de julho de 2008, o corpo de Douglas, sepultado no cemitério Parque das Flores, foi exumado a pedido do Ministério Público Estadual (MPE).


Fonte: G1


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Justiça