OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,867 Arapiraca, 21ºC Tempo limpo

Notícias

27/05/2018 15:21
Tecnologia
Amazon começa a banir consumidores que devolvem muitos produtos
Empresa está tomando uma atitude que não está agradando a todo mundo
/ Foto: Olhar Digital

 Uma das vantagens da Amazon e que ajudou a empresa a se tornar uma referência no e-commerce é a possibilidade de os consumidores devolverem os produtos caso não gostem do item comprado. Porém, conforme relata o The Wall Street Journal, a empresa está tomando uma atitude que não está agradando a todo mundo.

Consumidores afirmam que tiveram suas contas banidas do sistema da varejista sem saber o motivo. Em março, o internauta Nir Nissim recebeu um e-mail o notificando que sua conta havia sido encerrada porque ele violou o contrato de condições de uso da empresa e que não poderia abrir uma nova conta.

Ao entrar em contato com a Amazon, Nissim descobriu que foi banido por causa das suas atividades de retorno de produtos. Ele devolveu, no total, cinco itens, sendo um comprado este ano e os demais no ano passado.

Esse não foi o único caso. Shira Golan afirma que compra muitas roupas e sapatos na Amazon e, por isso, precisa pedir o reembolso de produtos que não servem ou vem danificados. No início do mês, a sua conta foi encerrada sem explicação e ao entrar em contato com a empresa para saber o motivo, recebeu uma resposta dizendo que a conta foi encerrada permanentemente porque “relatou um número incomum de problemas” com os seus pedidos.

Além disso, diversas pessoas estão reclamando nas redes sociais e fóruns online de que foram banidas da Amazon. A companhia, que não divulgou o número de pessoas que perderam a conta, não informa aos clientes em sua política de devolução que o seu comportamento de retorno pode levá-los a serem banidos, mas a empresa afirma em suas condições de uso que se reserva o direito de encerrar contas a seu exclusivo critério.

“Queremos que todos possam usar a Amazon, mas há raras ocasiões em que alguém abusa do nosso serviço por um período prolongado”, disse um porta-voz da Amazon. “Nós nunca tomamos essas decisões de ânimo leve, mas com mais de 300 milhões de clientes em todo o mundo, tomamos medidas quando apropriado para proteger a experiência de todos os nossos clientes.”

 

 

 

 

 

 

Fonte: Olhar Digital 

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Tecnologia