OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,146 Arapiraca, 18ºC Parcialmente nublado

Política / Bernardino Souto

Quem é Bernardino Souto? Bernardino Souto Maior iniciou no jornalismo aos 17 anos, em 1968, na rádio Educadora Palmares fazendo esporte. Passou pelos jornais: Correio de Maceió, Semanário Desafio, Jornal de Alagoas e Tribuna de Alagoas (extintos) e Jornal Gazeta de Alagoas.
31/03/2016 15:21:59
Olhar de Nise selecionado para festivais de cinema da Inglaterra, Portugal e EUA
O documentário de Jorge Oliveira e Pedro Zoca conta a história da psiquiatra Nise da Silveira que se negou a dar choque elétrico em pacientes e introduziu a arte terapia no hospício do Engenho de Dentro, no Rio, como tratamento à doença mental. / Foto:

O filme Olhar de Nise, do alagoano Jorge Oliveira e Pedro Zoca, exibido na Mostra Panorama Brasil do 48º Festival do Cinema Brasileiro de Brasília, continua embalado na sua carreira internacional. Depois da exibição no Hollywood Brazilian Film Festival de Los Angeles no final do ano passado, agora foi selecionado para os festivais de cinema na Inglaterra, Estados Unidos (Colorado) e Portugal.

A primeira apresentação será no festival Vail Film Festival, em Denver, um dos mais importantes do Colorado, no dia 08 de abril e reapresentação no dia 10. Na Inglaterra, a exibição do filme - o único brasileiro escolhido - ocorrerá nos dias 5 e 6 de maio, no Derby Film Festival, mostra competitiva com mais de 60 filmes. Em Lisboa, Olhar de Nise está no festival de cinema de países de língua portuguesa, um dos mais tradicionais de Portugal.

O documentário, produzido pela jornalista Ana Maria Rocha, foi exibido, em caráter beneficente, no cine Odeon, no Rio, onde foi aplaudido de pé por mais de 500 pessoas que lotaram o cinema. A renda foi revertida para a Casa das Palmeiras, uma clínica (aberta) criada em 1957 pela doutora Nise da Silveira para receber pacientes sem a obrigação de permanecer internados, o que inspirou anos depois as mudanças nos manicômios brasileiros.

O documentário, um longa-metragem de 90 minutos, com cenas de ficção, foi rodado na Alemanha, no Rio e em Alagoas, terra da psiquiatra. No Hospital do Engenho de Dentro, onde trabalhou durante toda vida, Nise introduziu seus pacientes à arte-terapia com a ajuda do artista plástico Almir Mavignier, transformando muito deles, que até então viviam isolados, trancados em celas, em artistas reconhecidos em várias partes do mundo.

Entre os depoimentos de pessoas que conviveram com a psiquiatra, o filme mostra também uma entrevista com Almir Mavignier, gravada em Hamburgo, na Alemanha, onde o pintor mora desde que se mudou pra lá na década de 1950 e virou professor de artes plásticas. Mavignier conta como ajudou a doutora Nise da Silveira a escolher os pacientes no hospital que ele achava terem aptidão para pintura. Os quadros, descobertos depois pelos críticos de arte cariocas, foram expostos em vários museus no Brasil e no exterior. Olhar de Nise mostra pela primeira vez essas pinturas em tela grande, o que tem despertado grandes emoções em quem assiste ao filme.

Gravada em Hamburgo, na Alemanha, onde o pintor mora desde que se mudou pra lá na década de 1950 e virou professor de artes plásticas. Mavignier conta como ajudou a doutora Nise da Silveira a escolher os pacientes no hospital que ele achava terem aptidão para pintura. Os quadros, descobertos depois pelos críticos de arte cariocas, foram expostos em vários museus no Brasil e no exterior. Olhar de Nise mostra pela primeira vez essas pinturas em tela grande, o que tem despertado grandes emoções em quem assiste ao filme.


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Bernardino Souto