OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,149 Arapiraca, 27ºC Tempo nublado

Geral / Isve Cavalcante

Quem é Isve Cavalcante? Isve Cavalcante é radialista desde 1971. Ele nasceu na cidade de Caruaru, município de Pernambuco. Já trabalhou em várias rádios, prefeituras e emissoras de televisão. Atualmente apresenta o programa “Show de Notícias” na Rádio 96 FM Arapiraca.
11/06/2019 16:39:12
As gerações de Zico e Pelé não ganharam a Copa América
© Von Der Becke/ullstein bild/Getty Images - J.B.Scalco/Dedoc Pelé e Zico jogaram uma edição da Copa América cada / Foto:

A seleção brasileira é a maior campeã das Copas do Mundo com cinco taças, mas não conseguiu repetir essa hegemonia na Copa América, nem mesmo em seus períodos mais gloriosos.

O Uruguai é o maior campeão do torneio continental (15 troféus), seguido por Argentina (14).

O Brasil é apenas o terceiro, com oito taças, e ficou 40 anos na seca, entre 1949 e 1989.

Isso significa que nem o Rei Pelé, presente no tri mundial (1958, 1962 e 1970) nem a incrível geração das décadas de 70 e 80, que teve Zico, Falcão, Sócrates e outros craques, conseguiram levantar a taça que será disputada no Brasil a partir desta sexta, 14.  

 

Barroso critica 'euforia' de 'corruptos'

O ministro Luiz Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou a "euforia que tomou os corruptos e seus parceiros” com a publicação pelo site The Intercept de reportagens produzidas com com base no vazamento de trocas de mensagens – extraídas de um aplicativo – entre o ex-juiz federal Sérgio Moro e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol.

Para Barroso, "não há nada a celebrar". "A corrupção existiu e precisa continuar a ser enfrentada, como vinha sendo.

De modo que tenho dificuldade em entender a euforia que tomou os corruptos e seus parceiros”, declarou.

 

Anvisa aprova proposta que pode liberar o cultivo de maconha medicinal

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, na tarde desta terça-feira (11), duas propostas preliminares que podem liberar o cultivo da planta de Cannabis sativa no Brasil para fins medicinais e científicos, além da produção de medicamentos nacionais com base em derivados da substância.

Agora, as propostas devem ser publicadas no Diário Oficial da União e submetidas a uma consulta pública.

O plantio doméstico de maconha por pessoas físicas e para o consumo recreativo continuará proibido no país.

Os documentos preveem que apenas empresas possam cultivar a planta em ambientes controlados sob supervisão da Anvisa e de autoridades policiais, e que a venda seja feita diretamente para a indústria farmacêutica ou entidades de pesquisa.

 

 

 

 

 


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Isve Cavalcante