OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,108 Arapiraca, 23ºC Estrelado

Nosso Conceito / Nosso Conceito

Quem é Nosso Conceito? Aqui vamos abordar entretenimento, cultura, gastronomia e turismo em Alagoas.
12/12/2016 01:49:33
VÍDEO - Lagosta e peixe frito nas piscinas naturais de Milagres

Que Milagres se tornou um dos principais destinos para turistas e alagoanos todo mundo já sabe, mas o que muitas pessoas não conhecem é que um jangadeiro local faz um tipo de passeio até as piscinas naturais da Praia de Patacho diferente de todos os outros. Não tem limite de horário, mas tem de pessoas, até 6. Normalmente é programado em horário de maré baixa, podendo ser de dia ou de noite (quando a lua for cheia).


O nome desse jangadeiro que há mais de 10 anos faz esse tipo de passeio é "Seu Dodô". Ele tem duas jangadas exclusivas para levar turistas até as belezas das piscinas naturais de Porto de Pedra, onde lá deixa os visitantes à vontade com os snorkels (óculos de mergulho e "cano" para respiração) enquanto ele prepara a refeição.


Explicaremos tudo direitinho para vocês logo a seguir com fotos do paraíso.


1º Etapa: Como chegar lá!

Como falamos acima, tudo vai depender da hora da maré baixa no dia que você escolher para ir. No nosso caso a maré estaria mais baixa às 8:30, com isso deveríamos ter saído duas horas antes, ou seja, às 6:30. São mais ou menos duas horas de Maceió até o ponto de embarque. Você deve sair pelo litoral norte, sentido Jacarecica, passando por Paripueira, Barra de Sto. Antônio e São Luis do Quitunde até chegar a entrada, à direita, de Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres. As duas placas abaixo indicarão a entrada:

 

 

Após dobrar à direita você seguirá por um longo caminho até chegar em Passos de Camaragibe, onde será necessário entrar na cidade, seguindo reto, até chegar numa praça, que fica do lado esquerdo, facilmente identificada por uma estátua do Pe. Cícero, que você também confere nas fotos abaixo. Mas assim que chegar nessa praça você dobrará à direita novamente, e passará por uma pequena ponte, onde terá mais um longo trecho de estrada a percorrer. Confira nas imagens:

 

 

 

Após atravessar a ponte de saída de Passos de Camaragibe você percorrerá outro trecho longo até chegar na entrada da Barra de Camaragibe, identificada por um "Pier" a beira mar (foto), dando início a uma extensa estrada litorânea. Pode seguir direito até chegar em Milagres. Nesse ponto é bastante importante que você comece a prestar atenção a uma determinada entrada de estrada de barro que ficará à direita. Ela é identificada por uma árvore plantada no centro de um "triângulo". Confira nas fotos abaixo:

 

 

 

Chegou a hora da melhor parte, A COMIDA!


2ª Etapa: Embarque, Passeio e Refeição!



Depois de cerca de 2h de viagem finalmente você chegará ao ponto de embarque onde o Dodô, nosso anfitrião, estará esperando ansiosamente. Ainda na beira da praia ele dará algumas informações importantes e depois disso é só subir na jangada e aproveitar.


Você sairá da praia e navegará por cerca de 30 minutos até as piscinas naturais, onde nosso "capitão" procurará um ponto mais tranquilo para atracar a jangada e começar os preparativos. Ele tem snorkels suficientes para todos os passageiros da jangada, lembrando que o número máximo é de 6. Tem coletes para quem precisar.


Chegando na maré baixa você poderá passar por cima dos arrecifes para se banhar em piscinas habitadas por mais peixes, o que dará um charme a mais ao seu passeio. Enquanto você e seus amigos curtem as belezas naturais do local, o Dodô começará a tratar o peixe, que demora mais um pouco para ficar pronto por ser assado na folha de bananeira, em seguida abre as lagostas e as tempera com seu caldo especial.

 

 

 

 

Depois de tudo pronto, Dodô deixa o peixe assando por longo tempo na brasa, enquanto o filé das lagostas começam a incensar toda a jangada com um cheiro tentador, com aquele barulhinho de algo assando que deixa qualquer pessoa de água na boca. O peixe é recheado com tomates e cebolas, as lagostas são "cobertas" com um tipo de vinagrete e pimenta de cheiro, irresistível!

 

 

 

 

No início o céu estava um pouco nublado, mas com o passar do tempo o sol apareceu e o paraíso se revelou. Vejam no detalhe do mar ao fundo das fotos acima!


Bem, quando tudo estiver pronto o Dodô vai avisar e aí, normalmente, as lagostas ficam prontas primeiro, e são cortadas em pedaços, cobertas com um pouco mais do molho especial de iguarias. Um pouco mais adiante o peixe fica pronto e aí é só devorar!


São cerca de 2,5kg de lagosta e mais 2,5kg de peixe, serve muito bem 4 pessoas. Caso você vá em um grupo de 6 pessoas a quantidade da refeição aumenta. Uma dica interessante é, além de levar suas bebidas (e recolher o lixo) é levar alguns complementos como arroz, farofa (sim, farofeiros de carteirinha!) e vinagrete. Como o Dodô fornece apenas a proteína, pode ser que, apesar da grande quantidade de comida, você fique com fome depois, mas não se preocupe muito, fomos em um grupo de 4 pessoas e ainda sobrou peixe, não sentimos fome em nenhum momento depois do almoço! Confira nas fotos o resultado dos pratos prontos:

 

 

 

3º Etapa: Passeio e Forró!

Como se não bastasse o Dodô, quando acompanhado por seu amigo, ainda presenteia seus clientes com uma apresentação de forró em plena piscina natural. Isso mesmo, é se deliciar de lagosta e peixe assado na brasa com uma das vistas mais paradisíacas do Brasil e ainda contar com música ao vivo.


Mas o passeio não acaba com a última garfada, o Dodô ainda faz um passeio por algumas praias caso você deseje e ainda dê tempo. Na verdade o que você paga não é pelo típico passeio a uma piscina natural, na qual você tem hora para voltar. Você acaba alugando a jangada do Dodô pelo "dia" inteiro, com direito a almoço.


Outra informação importante é que o Dodô faz o mesmo passeio em horário noturno, desde que a noite seja de lua cheia e a maré esteja baixa, o que, segundo ele, dá um clima romântico para quem contratar os serviços do Jangadeiro.


O ideal é passar, pelo menos, uma diária em uma das pousadas da região, e a que nós indicamos é justamente a que fica no ponto de embarque para o passeio, pois além de ser bastante agradável e tranquilo é um pouco afastado da badalação da região. É a Casa Rota Ecológica, que você pode conferir maiores informações clicando aqui.

 

 

Segundo o Dodô a melhor época para fazer o passeio é entre agosto e janeiro, onde o sol é mais firme e a possibilidade de chuva é mais remota. Não esqueça de ligar com antecedência para saber a disponibilidade do Dodô e reservar o seu passeio.


Informações Importantes:


O que levar?
- Cerca de 1,5L de água por pessoa
- Complemento para o almoço (ex.: arroz, farofa, vinagrete) - opcional
- Toalha
- Roupa enxuta
- Protetor solar
- Sacola para recolher o lixo
- Máquina fotográfica
- Carro com tanque cheio


Gasto:
- R$40,00 por pessoa o passeio
- R$60,00 almoço por pessoa
*Combinar os valores previamente com o Dôdo no momento da reserva


Contato para Reservas:
- Telefone: 82 9 9335-3264 (Dôdo)


Confira aqui um vídeo que fizemos de como chegar lá e algumas imagens do passeio e refeição:

 

Instagram: @nossoconceito
Facebook: Nosso Conceito
e-mail: contato@nossoconceito.com.br
site aqui
 

Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Nosso Conceito