OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,319 Arapiraca, 22ºC Tempo nublado

Literatura & Saúde / Sandro Lins

Quem é Sandro Lins? É médico pediatra, perito em trânsito, membro da ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes), ex-secretário de Saúde de Craíbas e gosta de dar opinião sobre tudo.
31/10/2016 15:25:04
Pedido de desculpa do blogueiro ao Senhor Teófilo

 “Considerai vossos defeitos com mais dó que indignação, com mais humildade que severidade e conservai o coração cheio de um amor brando, sossegado e terno”
São Francisco de Sales

“Todos os pensamentos que nos trazem inquietações não são de Deus”. E não tenho renovado este pequeno blog há um mês porque tenho me inquietado com o sofrimento de um amigo. Eu tenho um grave defeito, perco o amigo, mas não perco a piada. Quem me conhece sabe do meu humor mordaz, talvez até impiedoso, num mundo cada vez mais  politicamente correto.E o meu grande pecado foi apelidar o amigo Teófilo Pereira. Arrependo-me imensamente, e peço em público a mais sincera desculpa, pois também em público causei este grave infórtunio, na minha página pessoal do facebook.


Arrependo-me pelas consequencias do ato: três dias sem minha esposa falar comigo, a severa desaprovação de minha cunhada, a reação irada do ofendido, a solidariedade de alguns eleitores seus, a acusação de que por estar como ministro da eucarístia eu não poderia ter pecado com tanta gravidade, a infelicidade de ter apelidado alguém que estava com o pai gravemente enfermo.A grande dignidade da irmã do ofendido, que me enviou palavras tão educadas, e certamente puxou à delicadeza de sua mãe, também me comoveu.


Peço desculpa do fundo do coração, e me arrependo de ter posto o apelido. Lembro dos vários apelidos que tive em minha trajetória de vida: cabelo de ouro, galego de Nena,salário mínimo, botão, Forrest Gump, Pensador, Papai Noel. Segundo a Wikipedia apelido também tem como sinônimos as palavras apodo, antonomásia, cognome, alcunha e epíteto. Em Portugal geraria confusão já que lá o apelido é o sobrenome da pessoa. Mas alcunha boa é a que pega, como chuchu na serra espalha-se vertiginosamente, e, porque não dizer, como em Portugal, vira o segundo nome.


A educadora e escritora Tania Zagury, autora de Limite Sem Traumas, explica que nem sempre o apelido conduz a algum problema emocional ou a alguma situação constrangedora.Para enfrentar essas situações desagradáveis que fazem parte da vida, Tania Zagury explica que é preciso se fortalecer internamente. "Se a pessoa fica muito abalada por um apelido, é interessante que ela busque as razões dentro si, por meio de um apoio psicológico", aconselha. Ela diz que a convivência com as pessoas é conflituosa, e por isso, precisamos nos preparar. "Durante o dia, o jovem vai ter momentos ótimos e ruins, por causa das diferenças que existem entre as pessoas. Mas você não pode mudar o mundo. O que é possível é mudar o interior, deixá-lo mais forte para que coisas desse tipo não evoluam".


Também quero aproveitar para dizer que perdoo meu amigo Teófilo Pereira por todas as ofensas que ele fez contra minha pessoa, diretamente ou através de seu dileto porta-voz Mário Jorge,sabemos que eleição é uma guerra, e sempre haverá alguns feridos. Quem bate não lembra, tentamos ser perfeitos como Jesus, mas é difícil oferecer a outra face. O ser humano prefere o comportamento dos apóstolos Tiago e João, que ao verem uma aldeia samaritana recusar hospedar Jesus disseram: "Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu e os consuma?"( Lucas 9,54). Somos assim meu amigo, humanos, mesmo quando estamos junto de Deus. E a palavra Téofilo, que vem do grego, e quer dizer amigo de Deus, não poderia ser mais apropriada neste momento de expiação pública do meu pecado.


Também me solidarizo com seu sofrimento, sempre que estive com Adelmo Pereira, seu pai, aprendi muito, e tenho uma dívida de gratidão pelo grande favor que ele fez à minha mãe. Sinto sua dor igual a do Dinho Leite quando perdeu a eleição após ter morrido o pai Chico do Leite, meu sogro muito amado. E porque não lembrar de Zé Pedro da Aravel, que agora em seis de novembro completa cinco anos em outro plano, e que deixou seu filho Jadson Pedro no pior momento da vida dele, quando estava fora da vida pública, o mandato tomado no tapetão por um ato praticamente institucionalizado na política de nossa nação.E o povo de Craíbas também acompanhou esta história de dor desta geração. Porque os homens são como as ondas, quando uma geração floresce, outra declina, já disse Heródoto, o Pai da História.  Tudo isto quero registrar, e em público pedir perdão, e reconhecer meu erro. Também a mim me pareceu bem, depois de haver diligentemente investigado tudo desde o princípio, escrevê-los para ti segundo a ordem, excelentíssimo Teófilo( Lucas 1:3)

Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Sandro Lins