OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,321 Arapiraca, AL 25ºC Chuva

Editorias

02/04/2020 20:49
Arapiraca
Casal aciona caminhões-pipa para abastecer hospitais e reservatórios de água de Arapiraca
Segundo Clécio Falcão, presidente da Casal, os caminhões-pipa captaram água já tratada nas Estações de Tratamento de Água de Palmeira dos Índios, Taquarana e Igreja Nova
Turbidez da água no local de captação do novo Sistema Coletivo do Agreste, em Traipu / Foto: Ascom/Casal
Flaviana Costa

No início da tarde desta quinta-feira (02), Clécio Falcão, presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), foi entrevistado, via telefone, no Programa Canal 96, da Rádio 96 Fm Arapiraca, para falar sobre o problema do desabastecimento de água que está acontecendo em Arapiraca e região. Na conversa com o radialista Mitchel Torquato, apresentador do Canal 96, e Antônio Guimarães, radialista e repórter do programa jornalístico, o presidente da Casal explicou a situação atual do Rio São Francisco.

“Nós estamos vivenciando uma situação bastante atípica por conta da pandemia do coronavírus e a Casal tem um papel fundamental na prevenção e combate a esse vírus. Temos a obrigação de levar água potável à população e agora este papel torna-se ainda mais imprescindível. Porém, com as fortes chuvas que caíram no estado nos últimos dias, o Rio São Francisco passou a receber muita água sujo, com sedimentos e diversos materiais vindos do Rio Ipanema e de outros afluentes, e essa sujeira tem dificultado o tratamento da água, que atingiu um nível de turbidez que chegou a mil vezes acima do normal. Com esse nível de turbidez é praticamente impossível tratar a água até deixá-la no nível adequado de potabilidade”, destacou Clécio Falcão.

Segundo ele, por conta dessa dificuldade para tratar a água, estão ocorrendo paralisações temporárias em alguns sistemas de captação, tratamento e distribuição de água em todo o estado, e no Agreste a situação é pior. As paralisações temporárias estão ocorrendo nos seguintes locais de captação de água: Sistema Coletivo do Agreste, situado em Traipu; antigo Sistema Coletivo do Agreste, localizado em São Brás; Sistema individual de Traipu; e no Sistema Individual de Piaçabuçu.

De acordo com Clécio Falcão, essas paralisações devem continuar pelos próximos três dias, dependendo do nível de turbidez da água do Velho Chico. Porém, a Casal está implementando medidas emergenciais para normalizar o abastecimento de água em Arapiraca e região. “Já acionamos caminhões-pipa para abastecer hospitais, postos e unidades básicas de saúde, e também para encher os reservatórios de Arapiraca. Os caminhões-pipa já se deslocaram das nossas Estações de Tratamento de Água situadas em Palmeira dos Índios, Taquarana e Igreja Nova, e devem estar chegando a Arapiraca ainda hoje. Com os reservatórios da cidade abastecidos, podemos fazer a distribuição de água para a população, até que a água do São Francisco volte ao nível normal de turbidez, tornando possível o seu tratamento e distribuição”, ressaltou o presidente da Casal.

Clécio Falcão disse que amanhã a água dos caminhões-pipa deve estar chegando às torneiras das residências e assegurou a qualidade da água fornecida. “A Casal só pode fornecer água potável, que atenda a todos os parâmetros definidos pelo Ministério da Saúde. A qualidade da água é excelente. Essa água que está indo para Arapiraca nos caminhões-pipa já vai tratada. É proveniente das nossas estações de tratamento. A Estação de Tratamento de Palmeira dos Índios, por exemplo, é uma das nossas melhores estações, a água tratada lá é de excelente qualidade. A população pode beber essa água tranquilamente”, enfatizou.

O presidente ressaltou que a Casal, em parceria com a Agreste Saneamento, está empenhada em resolver essa situação o mais breve possível e os sistemas de captação, tratamento e distribuição de água do Rio São Francisco deve ser normalizado em até 72 horas.
 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Arapiraca