OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,691 Arapiraca, AL 34ºC Tempo nublado

Editorias

22/02/2021 12:10
Geral
Estátua de Reginaldo Rossi é pichada menos de 20 dias depois de ser inaugurada
A estátua faz parte do Circuito da Poesia do Recife, criado para perpetuar o legado de personalidades envolvidas com a arte em Pernambuco
O monumento de 1,8 metro foi inaugurado em 2017 / Foto: Reprodução TV Globo

 Menos de 20 dias após sua inauguração, a estátua de Reginaldo Rossi, localizada no Pátio de Santa Cruz, no bairro da Boa Vista, no Centro do Recife, foi vítima de vandalismo. A escultura do cantor pernambucano, representada em uma mesa de bar, teve uma garrafa de cerveja de concreto vandalizada com tinta vermelha.

A homenagem ao Rei do Brega, falecido em 2013, aos 69 anos, de câncer de pulmão, foi inaugurada no dia 2 de fevereiro. No domingo (21), as letras já estavam escritas na garrafa. Os demais itens da escultura, como o próprio Reginaldo, a mesa, o banco, o microfone e a rosa de concreto estavam intactas.

A estátua faz parte do Circuito da Poesia do Recife, criado para perpetuar o legado de personalidades envolvidas com a arte em Pernambuco. O autor da escultura, Demétrio Albuquerque, passou dois meses para criar a homenagem a Reginaldo Rossi em concreto.

Por meio de nota, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) afirmou que deve enviar uma equipe ao local ainda nesta segunda, para vistoriar a estátua e fazer o levantamento dos serviços necessários para o reparo.

A autarquia também informou que, anualmente, são investidos R$ 2 milhões em consertos referentes a depredações e pichações no Recife, um valor que seria suficiente para construir duas creches ou duas Upinhas, de acordo com a Emlurb.

Outras obras vandalizadas

Em setembro de 2020, a estátua do escritor Ariano Suassuna, localizada na Rua da Aurora, região central do Recife, apareceu quebrada na altura das pernas e caída no chão (veja vídeo acima).

O monumento de 1,8 metro foi inaugurado em 2017. O serviço de recuperação da estátua foi feito pelo artista plástico Demétrio Albuquerque, que assinou, também, a produção da escultura original, confeccionada em cimento estruturado. Os vândalos tinham quebrado as pernas da obra, o que fez com que ela fosse derrubada.

Em novembro a estátua foi devolvida à frente do Teatro do Arraial Ariano Suassuna, no bairro da Boa Vista, na área central da capital pernambucana.

Fonte: G1


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Geral