OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,142 Arapiraca, 22ºC Tempo limpo

Editorias

02/11/2019 13:51
Meio Ambiente
Pequenos fragmentos de óleo são detectados na região de Abrolhos, diz Marinha
Órgão informou, por meio de nota divulgada neste sábado (2), que manchas foram avistadas na Ponta da Baleia, em Caravelas, e na Ilha de Santa Bárbara, em Abrolhos.
Pequenos fragmentos de óleo são detectados na região de Abrolhos, diz Marinha / Foto: Reprodução

 A Polícia Federal identificou, na sexta, um navio de bandeira grega suspeito de ser o responsável pelo derramamento do óleo no litoral nordestino.

O Instituto de Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informou, também na sexta-feira (1°), que o óleo que atinge o litoral do nordeste pode chegar aos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. O órgão foi acionado pelo comitê de crise do governo federal e atua para detectar movimentação e indicar locais com óleo no mar.

A Marinha disse que os permanecem na região de Abrolhos, fazendo vistoria, as Fragatas Independência e Constituição, o Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia, Navio Varredor Atalaia, Navio Oceanográfico Antares, Corveta Caboclo e Navios OSRV Viking Surf e Mar Limpo IV da Petrobras.

A preocupação com a chegada do óleo em Abrolhos aumentou após a substância ter sido registrada em praias dos municípios de Belmonte e Porto Seguro, que ficam perto da região.

Preocupados e na tentativa de evitar que o óleo chegue a Abrolhos, muitos pescadores chegaram a montaram uma verdadeira 'operação de guerra', com o auxílio de voluntários para impedir que a substância chegasse à região.

Abrolhos

O Banco de Abrolhos tem área total de 48.899 km². Segundo o biólogo Eduardo Camargo, do Instituto Baleia Jubarte, o banco vai da Ponta do Corumbau, no município baiano de Prado, há cerca de 100 km de Belmonte, até o norte do Espírito Santo.

Dentro da área do Banco de Abrolhos está o chamado Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, a cerca de 100 km depois da Ponta do Corumbau. O parque é a única área totalmente protegida dentro do banco, por conta da sua biodiversidade, e ocupa somente 1,8% do território (882 km²). De Belmonte até o parque, são cerca de 200 km² (em linha reta).

"O banco é um alargamento da plataforma continental, que pega de Prado segue pelo sul da Bahia e vai até o Espírito Santo. O parque fica no centro do banco. Todo o banco tem uma grande riqueza em biodiversidade, mas o parque é uma mostra de tudo o que há ali. Abriga também o próprio arquipélago dos Abrolhos, formado por cinco ilhas", destaca.

"O parque tem uma grande importância socioeconômica para a região por conta do turismo e é fonte de renda para os moradores. É a única área protegida integralmente dentro do banco. As demais são protegidas pelas Reservas Extrativistas Corumbau e Cassurumbá, mas são de uso sustentável", explica o biólogo.

Em Abrolhos, as águas quentes e cristalinas formam o ambiente ideal para as espécies de corais. Os recifes crescem em forma de imensos cogumelos chamados chapeirões, que não existem em mais nenhum outro lugar do mundo. Já as algas marinhas crescem sobre o fundo de areia, compondo, juntamente com as gorgônias, o que se pode chamar de “pradarias submarinas”.

O Banco de Abrolhos também é berço da baleia jubarte, que faz dessa região seu refúgio de reprodução e amamentação, entre os meses de julho e novembro.

Na sexta-feira (01), as manchas de óleo voltaram a aparecer em Salvador. A praia atingida foi a de Stella Maris, que fica na região do bairro de mesmo nome e já havia sido limpa .

Equipes da Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) fizeram a remoção do óleo durante a manhã. Uma tonelada e 260 quilos do resíduo foram retirados na praia de Stella Maris, nas proximidades da Escola Sulamericana e do Grand Hotel Stella Maris.

Até quinta-feira (31), a Limpurb havia retirado um pouco mais de 108 toneladas desde o dia do aparecimento das manchas em Salvador, em 10 de outubro. E desde o dia 18, não havia registro da chegada desse resíduo na orla soteropolitana.

As manchas de óleo começaram a chegar na Bahia em 3 de outubro, quase um mês após o início do problema no país. O estado foi o último a receber a substância. Mais de 300 praias já foram afetadas pelo óleo em todo o Nordeste.

O governado da Bahia assinou um Decreto Estadual de Emergência para liberação de recursos para mais 15 municípios do estado, no dia 29 de outubro. Os municípios são: Belmonte, Cairu, Camamu, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Itaparica, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá, Una, Uruçuca e Valença.

No dia 14 de outubro, Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas já tinham recebido a liberação dos recursos, totalizando 21 cidades atendidas.

Segundo a assessoria do governo, com o decreto fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação e reconstrução dos cenários.

Lista de locais afetados na Bahia:

Porto Seguro (710 km de Salvador - extremo sul do estado):

Praia do Mucugê (praia - distrito de Arraial D'Ajuda)
Praia de Pitinga (praia - distrito de Arraial D'Ajuda)
Praia de Taípe (praia - distrito de Arraial D'Ajuda)
Praia de Trancoso (praia - distrito de Trancoso)

Camamu (195 km de Salvador - extremo sul do estado)

Ilha Grande (praia)

Belmonte (579 km de Salvador - sul da Bahia)

Praia do Peso (praia);
Terminal Marítimo de Belmonte (praia);
Praia de Guaiú;

Valença (123 km de Salvador - baixo sul do estado)

Praia de Taquari (praia)

Nilo Peçanha (152 km de Salvador - baixo sul)

Barra dos Carvalhos (praia)
Praia do Pratigi (praia)

Jaguaripe (101 km de Salvador - recôncavo baiano)

Praia dos Garcês (praia)
Praia de Pirajuia (praia)

Una (525 km de Salvador - sul do estado)

Praia de Comandatuba (praia);

Ituberá (169 km de Salvador - baixo sul do estado)

Barra do Serinhaém (praia);
Praia de Pratigi (praia);
Ilha de Kieppe (praia);

Uruçuca (412 km de Salvador - sudoeste do estado)

Serra Grande (praia);
Canavieiras (423 km de Salvador - sul do estado)

Praia de Atalaia;

Igrapiúna (179 km de Salvador - sudoeste do estado)

Ilha do Contrato (praia);
Ilha Coroa Vermelha (praia);
Timbuca (praia);

Itacaré (390 km de Salvador - sul do estado):

Tiririca (praia);
Itacarezinho (praia);

Ilhéus (300 km de Salvador - sul do estado)

Praia do Norte (praia);
Praia da Avenida Soares Lopes (praia);
Praia da Ponta do Ramo (praia);

Cairu (300 km de Salvador - baixo sul do estado):

Segunda Praia (praia - distrito de Morro de São Paulo);
Terceira Praia (praia - distrito de Morro de São Paulo);
Quarta Praia (praia - distrito de Morro de São Paulo);
Quinta Praia (praia - distrito de Morro de São Paulo);
Praia de Moreré (praia - distrito de Boipeba);
Garapuá (praia);

Maraú (250 km de Salvador - baixo sul do estado)

Praia de Barra Grande (praia - distrito de Barra Grande);
Praia de Cassange;
Praia dos Gringos (praia - distrito de Barra Grande);
Taipú de Fora (praia);
Três Coqueiros (praia);
Saquaíra (praia);
Algodões (praia);
Taipu de Fora (praia);

Itaparica (Ilha de Itaparica - RMS):

Manguinhos (praia);
Vera Cruz (Ilha de Itaparica - RMS):
Jaburu (praia);
Barra Grande (praia);
Barra do Pote (praia);
Tairú (praia);

Salvador:

Piatã (praia);
Praia do Flamengo (praia);
Jardim dos Namorados (praia);
Jardim de Alah (praia);
Praia de Placaford (praia);
Buracão (praia);
Ondina (praia);
Pituba (praia);
Boca do Rio (praia);
Stella Maris (praia);
Farol da Barra (praia);

Lauro de Freitas (cidade limítrofe – RMS):

Ipitanga (praia);
Vilas do Atlântico (praia);
Rio São Joanes (rio);

Camaçari (47 km de Salvador – RMS):

Arembepe (praia);
Guarajuba (praia);
Itacimirim (praia e manguezal);
Jauá (praia);

Mata de São João (61 km de Salvador – RMS):

Praia do Forte (praia);
Imbassaí (praia e manguezal);
Santo Antônio (praia);
Costa do Sauípe (praia);

Entre Rios (142 km de Salvador):

Subaúma (praia);
Porto de Sauípe (praia);
Massarandupió (praia);

Esplanada (170 km de Salvador):

Baixio (praia);
Mamucabo (praia);
Rio Inhambupe (rio);
Rio Subaúma (rio);

Conde (186 km de Salvador):

Barra da Siribinha (praia);
Barra do Itariri (praia);
Sítio do Conde (praia);
Poças (praia);
Rio Itapicuru (rio);

Jandaíra (205 km de Salvador):

Coqueiro (praia);
Mangue Seco (praia);
Três Coqueiros (praia);
Costa Azul (praia);
Rio Itapicuru (rio);
Rio Real (rio).

Fonte: G1

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Meio Ambiente