OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,691 Arapiraca, AL 34ºC Tempo nublado

Editorias

22/02/2021 11:27
Polícia
Casal foge da polícia mas colide em barreira e acaba preso com drogas; vídeo
Eles vão responder por tráfico de drogas, dirigir veículo automotor sem habilitação e trafegar com velocidade incompatível com a segurança
A passageira da moto portava uma mochila e durante a fuga jogou o objeto na rodovia / Foto: Cortesia PRF/AL
Laís Pita com Assessoria PRF/AL

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas prendeu quatro pessoas por diversos crimes durante o final de semana. Um veículo roubado também foi recuperado. Entre as ocorrências estão: tráfico de drogas, dirigir sem habilitação, porte ilegal de arma de fogo e receptação. Os flagrantes aconteceram na sexta-feira (19) e no domingo (21), nas BRs 316 e 101.

No que se refere ao casal preso, foi na noite de sexta, por volta das 23h30, a equipe realizava ronda no km 123 da BR-316, quando avistou uma motocicleta que fugiu ao perceber a presença da viatura. Foi então realizado um acompanhamento, mas o motociclista continuou ignorando a ordem de parada, seguindo em alta velocidade, na contramão e realizando diversas manobras arriscadas.

A passageira da moto portava uma mochila e durante a fuga jogou o objeto na rodovia. Ao entrar na cidade de Cacimbinhas/AL, os policiais conseguiram reforço da Polícia Militar e da Guarda Municipal local. O condutor acabou batendo o veículo contra uma barreira de terra na rua, o que ocasionou a queda dos ocupantes, momento em que a abordagem foi realizada.

Após fiscalizar a documentação veicular e pessoal dos dois, a equipe constatou que o condutor não possuía CNH. Além disso, durante vistoria na mochila, foram encontradas 198 gramas de maconha, quatro papelotes de LSD e uma balança de precisão. Eles alegaram que a droga foi comprada em Dois Riachos/AL, mas não identificaram os vendedores.

Diante dos fatos, o homem e a mulher foram presos e encaminhados à Central de Flagrantes em Arapiraca/AL. Eles vão responder por tráfico de drogas, dirigir veículo automotor, em via pública, sem habilitação, gerando perigo de dano e trafegar com velocidade incompatível com a segurança.

Os primeiros casos

Também na sexta-feira (19), só que mais cedo, por volta das 15h30, enquanto a equipe se deslocava para a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos, em Maceió/AL. Os agentes avistaram um carro Fiat/Strada, de cor vermelha, com sinais externos de adulteração.

Ao pararem para realizar a fiscalização, foi constatado, através de consultas ao sistema, que o veículo se tratava de um clone que havia sido roubado na cidade de Iati/PE. No interior do automóvel os policiais encontraram um CRLV com suporte verdadeiro, mas que os dados foram inseridos de forma falsa. Diante dos fatos, o veículo foi removido para o pátio da PRF para procedimentos cabíveis.

Já no domingo (21), por volta das 06h30, a PRF realizava fiscalização no km 205 da BR 101, em São Sebastião/AL, quando abordou um veículo Toyota Hilux, de cor prata. Os policiais solicitaram a documentação pessoal e veicular. Após consultas aos sistemas, eles resolveram fazer uma vistoria no interior do carro, foi quando encontraram uma espingarda, de marca Boito, calibre 32.

Ao ser questionado sobre o porte de arma, o homem confessou que não possuía autorização e que tinha adquirido o objeto de forma ilegal. Também foram encontrados sete cartuchos municiados. Diante das informações, o homem foi preso e encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil. Ele vai responder por porte ilegal de arma de fogo.

O último caso se deu por volta das 10 horas, quando a equipe estava fiscalizando no km 243 da BR-316 e avistou uma motocicleta, de cor preta, com dois ocupantes. Após abordá-los, consultar os documentos pessoais e veicular, foi realizada uma vistoria no veículo, momento em que a equipe verificou adulteração nos sinais identificadores.

O condutor informou que havia comprado o veículo após um anúncio em um grupo de uma rede social, por um valor de R$ 2.700,00. O vendedor tinha dito que a moto se tratava de um veículo adquirido em leilão. A equipe confirmou que o documento do leilão apresentado pelo condutor era verídico, mas não correspondia àquela motocicleta, que estava com vários sinais de adulteração.

Diante dos fatos, o condutor foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de União dos Palmares, para procedimentos cabíveis. Ele poderá responder por receptação.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia