OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,213 Arapiraca, AL 22ºC Parcialmente nublado

Editorias

17/06/2021 16:00
Polícia
Elementos mortos pela polícia durante sequestro de Mariana são identificados
As identidades foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Hospital de Emergência do Agreste na tarde desta quinta-feira
/ Foto: Reprodução Redes Sociais
Redação

 Na tarde desta quinta-feira (17) o Hospital de Emergência do Agreste, através da sua assessoria de imprensa, divulgou os nomes dos três elementos mortos em confronto com as forças de segurança do Estado na noite de quarta-feira (16), todos eles envolvidos no sequestro da adolescente Mariana Santos Silva de Farias, de 14 anos. 

Além de Maurício Gordo, os dois elementos foram identificados como Weverton Bezerra da Paz e Antônio Amaro da Silva, eles também deram entrada ontem à noite no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Conforme informação repassada pela manhã, o terceiro homem foi identificado como Maurício Pereira da Silva, esse seria o mentor do sequestro.

O CASO 

A adolescente foi sequestrada da porta de sua casa em Arapiraca por volta das 13 horas de quarta-feira. Imagens de circuito de segurança foram fundamentais para que a Polícia Civil, por meio da Seção Antissequestro da Deic, conseguisse iniciar as investigações.

O veículo utilizado pelos criminosos para sequestrar a adolescente foi localizado em Maceió, no bairro do Gama Lins. Duas pessoas foram presas. As buscas prosseguiram ao longo do dia e culminou com o resgate da jovem, que foi libertada pelos sequestradores às margens da AL-220, em Campo Alegre.

Na mesma rodovia, os três homens que estavam com a jovem foram interceptados pelas equipes policiais. Eles atiraram contra as guarnições, que revidaram e eles foram atingidos e vieram a óbito. Durante a coletiva, o delegado Gustavo Xavier explicou que dois deles possuíam passagens pela polícia e que o mentor do sequestro foi um dos mortos.

"Maurício Pereira da Silva, o Gordo, como era conhecido, planejou todo o sequestro. Ele tinha uma construção em frente à residência da família. Ele vinha monitorando a rotina da casa há algum tempo. Inclusive, dois serventes de pedreiro contratados para a obra participaram do crime. O objetivo era conseguir o dinheiro do resgate e para isso ele planejou todo o crime”, revelou.

Foto: Redes sociais 

Fotos: Redes sociais 

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia