OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,366 Arapiraca, 23ºC Tempo limpo

Editorias

13/02/2020 11:42
Polícia
Gado invade terra, proprietários abatem animal, donos vão tomar satisfação e acabam mortos
As vítimas são da família Benevito e vinham se desentendendo com a família Gastão, devido à invasão do gado delas a uma propriedade dos suspeitos
Morreram Gilberto Batalha da Silva e Manoel Messias Batalha da Silva / Foto: Reprodução Redes Sociais
Laís Pita com Correio Notícia

 Um atentado à bala resultou na morte de duas pessoas e deixou outra gravemente ferida no início da manhã desta quinta-feira (13), por volta das 7h40, no povoado Santana Cruz do Deserto, em Mata Grande.

As vítimas que morreram foram identificadas como Gilberto Batalha da Silva, conhecido como Beto, 40 anos, e Manoel Messias Batalha da Silva, 49 anos, e a que sobreviveu trata-se de Antônio Marcos Batalha da Silva, mais conhecido como Marcos.

Segundo a Polícia Civil (PC/AL), as vítimas são da família Benevito e vinham se desentendendo com a família Gastão, devido à invasão do gado delas a uma propriedade dos suspeitos. “O gado das vítimas tinha entrado na propriedade dos suspeitos e eles já tinham advertido os donos dos bichos para que resolvessem o problema”, disse o escrivão de polícia, Edmilson Correia.

Ainda de acordo com o agente policial, mesmo depois da advertência dos suspeitos, que se tratam de dois irmãos identificados como Jamerson e Janiel, uma vaca pertencente às vítimas entrou novamente no terreno deles e eles a abateram.

“Armadas com facas, as vítimas foram tomar satisfações com os suspeitos, que também estavam armados, mas com espingardas e revólveres, e atiraram nos desafetos, matando dois na hora e deixando um ferido. Eles foram mortos com tiros e golpes de faca, provavelmente, as próprias facas”, relatou o escrivão.

Gravemente ferido, Marcos foi levado para a unidade mista de saúde da cidade, de onde foi transferido para o Hospital Regional de Santana do Ipanema. O estado de saúde dele seria de risco de morte.

Quanto aos suspeitos, eles não foram localizados pelas equipes das polícias Civil e Militar, que estiveram no local para os primeiros levantamentos. O caso será investigado pelo delegado Thales Silva Araújo, titular da Delegacia Distrital de Polícia (29º-DP).

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca foi acionado para remoção dos corpos.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia