OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,876 Arapiraca, AL 24ºC Tempo limpo

Editorias

27/01/2021 11:13
Polícia
Pedreiro de Arapiraca é preso após comprar peixe com notas falsas de R$ 200
Ele admitiu para a polícia que comprou as cédulas na feira do troca da capital do Agreste
Ele comprou as cédulas de R$ 200 por R$ 40 reais cada / Foto: Divulgação/PF
Laís Pita com Diário de Pernambuco

 Um pedreiro de 30 anos - natural e residente de Arapiraca/AL - foi preso em flagrante suspeito de comprar carne em um mercado público de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco, utilizando notas falsas de R$ 200. Segundo a Polícia Federal (PF) o homem foi reconhecido por um vendedor de peixe e, após ser detido, confessou que fez a compra com dinheiro ilegítimo.

A prisão foi efetuada na última segunda-feira (25), quando policiais militares do 2º BPM receberam uma denúncia de que "dois ou três homens" estariam tentando comprar produtos no mercado local utilizando as notas falsas. Segundo a polícia, o pedreiro tentou fugir quando percebeu a aproximação do efetivo, mas foi alcançado.

Com ele, foram encontradas cinco notas falsas de R$ 200, totalizando R$ 1 mil em dinheiro ilegítimo. Durante a ação, um peixeiro identificou o homem. O vendedor afirmou que o suspeito havia comprado peixe em sua barraca no valor de R$ 25 e pago pelo produto com uma cédula de R$ 200 e outra de R$ 5 para facilitar o troco, tendo recebido a quantia R$ 180 em dinheiro verdadeiro. De acordo com a PF, o valor não foi encontrado com o homem no momento da revista.

Após ser detido, o homem, que não possui antecedentes criminais, foi levado à sede da PF, no centro do Recife, onde foi interrogado. Na ocasião ele explicou que adquiriu as notas falsas na feira do troca de Arapiraca, quando comprou cédulas de R$ 200 por R$ 40 reais cada. No depoimento, ele também disse que, depois de comprar o peixe, foi a outro box comprar carne. 

No entanto, o vendedor percebeu que as notas eram falsas e ele foi detido pela população, mas conseguiu fugir do local. Segundo a polícia, o pedreiro disse que estava desacompanhado e que acredita que o troco de R$ 180 reais da peixaria foi levado pela população quando foi detido na segunda tentativa de comprar carne com o dinheiro falso.

O homem foi autuado em flagrante pelo crime de introduzir em circulação nota falsa e caso seja condenado poderá pegar pena que varia de três a 12 anos de reclusão, além de multa. O pedreiro já passou por audiência de custódia e foi liberado, devendo responder ao processo em liberdade.

 Foto: Divulgação/PF


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia