OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,142 Arapiraca, 31ºC Tempo nublado

Editorias

02/09/2019 14:34
Política
Renan Filho cobra a ministro manutenção de recursos para obras prioritárias
Em reunião, Luiz Eduardo Ramos apresentou ao governador, secretários e prefeitos o programa Pacto + Brasil, que tem como foco o desenvolvimento da região Nordeste
/ Foto: Assessoria
Redação com Agência Alagoas

Durante reunião no Palácio República dos Palmares na última quinta-feira (29), o governador Renan Filho cobrou ao ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, a manutenção do repasse de recursos federais para obras prioritárias na região Nordeste. O representante do Governo Federal apresentou ao chefe do Executivo alagoano, prefeitos e secretários estaduais o Pacto + Brasil, que tem como objetivo central o desenvolvimento dos Estados da região.

O governador destacou duas obras que têm grande importância para estado: o Canal do Sertão e a duplicação da BR-101. “Temos duas obras em Alagoas que não podem parar. Uma delas é o Canal do Sertão. Faltam R$ 190 milhões para terminar o trecho quatro. Temos mais de R$ 30 milhões em obras executadas e medidas, mas há 152 dias que não chega um real. Então, não podemos deixar parar as obras em andamento, porque isso faz o Nordeste parar. É um contrassenso estarmos aqui discutindo como tirar a região da crise se a gente paralisa as obras em andamento”, ponderou Renan Filho.

Sobre a duplicação da BR-101, o governador de Alagoas afirmou que a obra é fundamental para o desenvolvimento do Nordeste e a integração nacional. “A obra está no finalzinho, ministro. Não vamos deixar parar mais essa obra. Ela está também sem recursos”, recordou.

Renan Filho cobrou ainda a preservação do programa Bolsa Família, bem como a manutenção de toda a rede de proteção social. “Não deixe cancelar o Bolsa Família. Diga isso aos ministros responsáveis. Pagar o 13º salário do Programa é uma medida muito importante, mas não se pode pagar o 13º diminuindo a base. Na crise, nós não vamos poder escolher tudo, então vamos manter viva a rede de proteção social aos mais pobres”, disse.

Pacto + Brasil

Durante a solenidade, o ministro Luiz Eduardo Ramos e a secretária especial de Assuntos Federativos, Deborah Arôxa, apresentaram os objetivos do Pacto + Brasil, que propõe a modernização e o aprimoramento do Pacto Federativo. De acordo com o ministro, um dos pilares do Pacto + Brasil é estabelecer uma agenda prioritária do centro de governo para o desenvolvimento do Nordeste. “Precisamos gerar emprego e renda para a população”, enfatizou Luiz Eduardo Ramos. O Pacto é desenvolvido pela Secretaria Especial de Assuntos Federativos (SEAF), da Secretaria de Governo da Presidência da República (Segov).

“Nosso programa visa estabelecer um cuidar transformador para os estados brasileiros, que são promotores do desenvolvimento local”, afirmou Deborah Arôxa, secretária da SEAF.

Durante a reunião, o secretário estadual do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, apresentou os números de Alagoas. Ele fez um balanço das ações e políticas públicas desenvolvidas nos últimos quatro anos e oito meses pelo Governo do Estado com destaque para a elevação dos índices educacionais, a redução da mortalidade infantil, a queda da violência e os investimentos em saúde e infraestrutura, resultado do eficiente ajuste fiscal.

Com base nos números e bons resultados apresentados pelo secretário Fabrício Marques, Deborah Arôxa afirmou que a escolha de Alagoas para iniciar as discussões acerca do Pacto + Brasil não foi à toa. “Todas essas iniciativas positivas serão levadas para outros Estados e a outros municípios, como também o olhar diferenciado para as fragilidades que todos os Estados têm”, obervou a secretária da SEAF. O ministro Luiz Eduardo Ramos não poupou elogios à gestão de Renan Filho.

“Vou levar essas ideias, que mostram que o governador Renan Filho realmente é um gestor altamente competente e que está buscando o melhor para o seu Estado. Eu fico, como brasileiro e atualmente como ministro, muito orgulhoso em ter um Estado governado por um homem público competente, capaz, e que sabe o que é o melhor para o seu Estado”, declarou o ministro, que percorrerá todos os Estados nordestinos apresentando o Pacto + Brasil.  


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Política