08/05/2019 14:36:05
Arapiraca
Gratificação para membros de Conselho preocupa Rogério Nezinho: "arrecadação desenfreada"
Vereador disse que poderá haver perseguição para que seja arrecadado mais dinheiro para a prefeitura de Arapiraca
Divulgação/AssessoriaVereador teme que conselho se torne fonte de arrecadação desenfreada
Laís Pita com Assessoria

  O projeto que dispõe sobre a concessão de gratificação pela participação em Conselho Tributário Municipal em Coordenação, Julgamento no âmbito da Secretaria Municipal da Fazenda, além de outras providências, tem tirado o sono de dois vereadores. Isso, dois. Pois todos os outros - exceto os que não compareceram na sessão dessa terça-feira (07) - votaram a favor de um projeto que, de acordo com Rogério Nezinho (MDB), tem apenas um objetivo: arrecadar.

Ele justificou sua posição contrária ao projeto afirmando que poderá haver perseguição para que seja arrecadado mais dinheiro para a prefeitura de Arapiraca. Nezinho sugeriu que os vereadores que concordam com tal situação exijam do prefeito Rogério Teófilo um documento detalhado sobre o assunto, pois vão precisar quando a população for prejudicada e necessitar de apoio do legislativo municipal.

Rogério Nezinho diz que teme que o conselho criado para fiscalizar as cobranças do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana ou Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que agora oferecerá gratificação para os participantes, seja transformado em fonte de arrecadação desenfreada e está muito preocupado: "caça às bruxas".  

O vereador Edvânio do Zé Baixinho (PSL) também se posicionou. Nesta quarta-feira (08) ele disse que vai acionar o Ministério Público Estadual e a Justiça alagoana contra a aprovação do projeto que vai penalizar os proprietários de imóveis rurais de Arapiraca. 

 

E-mail: redacao@diarioarapiraca.com.br
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2019 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.