27/01/2021 08:13:45
Polícia
Jovem de 19 anos é indiciado por racha que matou colega e feriu senhor de idade
Paulo dos Santos está internado há 47 dias
Cortesia ao Diário ArapiracaInquérito policial foi concluído
Laís Pita

A Polícia Civil de Alagoas, por meio da equipe do 62º DP de Craíbas, sob o comando do delegado regional de Arapiraca, Guilherme Martim Iusten, e do gerente de polícia judiciária da Área 3, delegado Mário Jorge Machado Barros, concluiu o inquérito policial que apurou o crime de racha duplamente qualificado por lesão grave e morte do adolescente de 18 anos, identificado como Carlos Henrique Vertuoso da Silva. Quem ficou ferido gravemente foi o senhor de 53 anos, o Paulo dos Santos, que pelo menos até essa terça-feira (26) ainda se encontra internado no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca. No caso, a vítima está internada há 47 dias, visto que o acidente ocorreu no dia 9 de dezembro de 2020, por volta das 18h30, na rodovial AL-220, nas imediações do Povoado Lagoa da Angélica, na zona rural de Craíbas. A vítima fatal entrou em óbito no local. 

No decorrer das investigações foi constatado que um jovem de 19 anos, em acordo com a vítima fatal e um outro adolescente, concordaram em fazer um racha na referida rodovia. Esse jovem, que foi indiciado, disse que a vítima fatal pediu para todos trocar as motos, momento em que Carlos Henrique passou a conduzir a moto do adolescente, enquanto o adolescente passou a pilotar a moto do indiciado e este pegou a moto da vítima fatal.

Nisso os três partiram em altíssima velocidade do sítio Mundo Novo em direção ao povoado Folha Miúda. Porém, ao passar na primeira curva do Povoado Lagoa da Angélica, a vítima fatal colidiu na Cinquentinha conduzida pelo senhor Paulo dos Santos e, na sequência, o indiciado colidiu na moto da vítima fatal, que caiu na pista entrando em óbito no local do fato.

O autor e a vítima pilotavam as motos em uma velocidade média entre 120 e 140Km/h quando aconteceu a tragédia. 

Em seu interrogatório o indiciado alegou que era amigo e vizinho da vítima fatal, bem como também conhecia o adolescente. Ele também relatou que quem chamou para fazer o racha foi a vítima fatal e que chegou a negar o convite, mas depois acabou cedendo. Sobre a colisão na Cinquentinha, o indiciado disse que a luz vermelha traseira estava apagada, sugerindo ser essa a causa do acidente. 

O indiciado pode chegar a ficar preso por 16 anos, quando soma a pena do racha que resulta em lesão grave  (de 3 a 6 anos) e o que resulta em morte (5 a 10 anos).

 

 

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2021 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.