03/03/2021 16:08:07
Alagoas
Morre mestre Pancho, Patrimônio Vivo de Alagoas
Quarta geração no comando do Fandango do Pontal, Pancho deixa um legado de tradição e cultura
Raul Plácido Mestre Pancho participou do folguedo pela primeira vez aos 13 anos, como marujo
Agência Alagoas

  Ronaldo da Costa, o mestre Pancho, reconhecido como Patrimônio Vivo de Alagoas, faleceu na noite de ontem terça-feira (02), aos 70 anos, vítima do Covid-19. A família não divulgou informações sobre o velório ou sepultamento.

Ronaldo aprendeu a tradição com o pai, mestre Isaldino, ainda na infância e há 40 anos comandava o Fandango do Pontal da Barra. Pancho foi o primeiro a introduzir a participação de mulheres no folguedo. Reconhecido como Patrimônio desde 2012, o mestre deixa um legado para a cultura alagoana.

"A cultura alagoana perde mais um grande mestre em virtude do coronavírus. Com muita tristeza, recebemos a notícia do falecimento do mestre Pancho, uma figura sempre presente nas atividades realizadas pela Secult e um homem que honrou seu título, sempre difundindo o Fandango e a cultura popular alagoana. mestre Pancho deixa um legado importantíssimo e uma grande lacuna dentre os Patrimônios Vivos de Alagoas. Minha solidariedade a todos os amigos e familiares”, declarou a secretária de Cultura, Mellina Freitas.

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2021 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.