05/05/2021 16:03:05
Brasil
Autor de ataque em creche é autuado por 5 homicídios triplamente qualificados
Polícia ouve mais testemunhas para tentar reunir provas e entender o que motivou ataque no Oeste catarinense.
Jornal e TV A Sua VozHospital recebe escolta

 A Polícia Civil investiga qual a motivação do ataque a uma creche de Saudades, no Oeste catarinense. Um dia depois do crime que deixou cinco pessoas mortas, entre elas três crianças, a Polícia Civil afirmou, nesta quarta-feira (5), que irá ouvir mais testemunhas e reunir novas provas.

O autor do ataque, um jovem de 18 anos, segue internado e está sedado. Ele foi autuado em flagrante por cinco homicídios triplamente qualificados, além de uma tentativa de homicídio contra a criança que foi ferida. As qualificadoras dos crimes são: motivo torpe, utilização de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas e a utilização de meio cruel.

Três crianças e duas mulheres, sendo uma professora e a outra agente educacional, morreram no ataque. As vítimas foram enterradas nesta manhã. Uma quarta criança ficou ferida, passou por cirurgia e está em internada na UTI.

Cada uma das vítimas levou ao menos cinco golpes de facão, informou o Instituto Geral de Perícias (IGP) em coletiva de imprensa. O assassino deu golpes contra o próprio corpo e foi levado ao hospital.

De acordo com o delegado Jerônimo Ferreira, nesta quarta a polícia espera conseguir a autorização da Justiça para começar a analisar o computador encontrado na casa do homem. No local, os agentes encontraram também R$ 11 mil em espécie e duas embalagens de facas novas. O dinheiro era proveniente de salários que o assassino guardava. Ele trabalha em uma empresa de produção de roupas.

Entre os depoimentos, o delegado pretende ouvir o autor nos próximos dias. O homem está internado no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, com quadro clínico considerado estável. Segundo o último boletim médico, ele está sedado e se recupera da cirurgia.

Há escolta no local. O Hospital de Pinhalzinho, também no Oeste, onde autor foi internado na terça, também recebeu escolta policial.

Ninguém da família do homem de 18 anos suspeitava que ele planejava crime. Autor não era conhecido pela polícia, não tinha antecedentes criminais, informou o delegado.

"Pais e irmã disseram que ele era mais quietão, não saía com ninguém, não tinha celular. Tinha se afastado dos poucos amigos", relatou o delegado.

Quem são as vítimas:

O que se sabe até agora:

Fonte: G1

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2021 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.