05/05/2021 09:20:54
Entretenimento
Paulo Gustavo falou em esperança e afeto no último programa na TV
Vídeo, divulgado em dezembro de 2020, viralizou entre os internautas nesta terça-feira (4) após a morte do ator e humorista
Reprodução / InstagramPaulo Gustavo morreu aos 42 anos

 A notícia da morte de Paulo Gustavo, na noite dessa terça-feira (4), abalou fãs, amigos, famosos e foram várias as homenagens prestadas ao ator e humorista, vítima da covid-19, nas redes sociais. Não por acaso, o nome do artista ficou entre os mais comentados do Twitter.

Entre as publicações, um vídeo divulgado por Paulo Gustavo, em dezembro do ano passado, viralizou entre os internautas. Isso porque, as imagens — gravadas no último programa dele na TV, o especial 220 Volts, do canal pago Multishow —, trazem uma mensagem em tom de despedida, por conta do fim do ano.

O ator e humorista relatou as dificuldades enfrentadas por todos os brasileiros diante da pandemia do novo coronavírus, falou em esperança e afeto e pediu, mesmo em um momento difícil, que as pessoas não deixassem de sorrir.

"Essa pandemia deixou bem clara a importância da arte nas nossas vidas, vocês viram, né? Esse ano foi difícil? Foi. E foram as artes dramáticas, a música, o cinema, a dança, enfim... A cultura em geral que nos ajudaram a seguir em frente tornando tudo um pouquinho mais leve. Eu fico muito feliz e orgulhoso de ser artista, e mais ainda de a comédia ser tão forte em mim. Eu faço palhaçada, você ri, eu fico com o coração preenchido aqui. Eu me sinto realizado de estar conseguindo te fazer feliz. Rir é um ato de resistência", declarou o ator no vídeo

"A gente, agora, está precisando dessa máscara chata pra proteger o rosto desse vírus e, infelizmente, essa máscara esconde algo muito precioso pra nós, brasileiros, o sorriso. Ele está tapado, tem que ficar tapado, mas ele existe. E não vai deixar de existir. A gente não vai deixar de sorrir, não vai deixar de ter esperança", completou.

Paulo Gustavo ainda pediu para as pessoas se cuidarem e cuidarem dos "familiares, amigos, próximos e distantes": "Enquanto essa vacina tão esperada não chega pra todo mundo, é bom lembrar que contra o preconceito, intolerância, a mentira, a tristeza já existe vacina: é o afeto, é o amor. Então, diga o quanto você ama a quem você ama. Não fica só na declaração, não, gente. Ame na prática, na ação. Amar é ação, amar é arte. Muito amor, gente. Até logo".

Fonte: R7

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2021 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.