09/02/2020 17:59:32
Geral | Isve Cavalcante
Iniciativa usa bitucas de cigarro para transformar em pranchas de surfe

A união entre ajudar o meio ambiente e incentivar o reaproveitamento de lixo deu início a um projeto que desde janeiro recolhe bitucas de cigarro deixadas na Praia de Itapirubá, localizada entre os municípios de Imbituba e Laguna, no Sul de Santa Catarina.

Os materiais recolhidos são utilizados na confecção de pranchas de surfe.

De acordo com os biólogos que trabalham na iniciativa, cada duas bitucas de cigarro equivale a um litro de esgoto na natureza e esse material demora cerca de cinco anos para decompor. 

Brasil tem 18 casos de sífilis por hora, diz Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançou, neste sábado (8), na Rocinha, Zona Sul do Rio, a Campanha de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Durante o evento, Mandetta ressaltou que o Brasil teve 158.051 casos de sífilis em 2019.

O número representa um aumento de 28,3% em relação ao total de casos registrados em 2018.

“Hoje talvez seja nossa maior preocupação no que se refere a doenças sexualmente transmissíveis.

Neste momento, nossos registros apontam para 18 casos da doença por hora. Se continuar nessa progressão, vai ultrapassar os casos de HIV em importância.

Além disso, os números de uso de preservativos vêm caindo. Daí a necessidade de campanhas como esta”.

Alerj questiona se governo está espionando deputados estaduais

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) publicou um pedido no Diário Oficial da Casa expondo um conflito entre os poderes Executivo e o Legislativo.

O presidente da assembleia suspeita que os deputados estejam sendo espionados.

No Diário Oficial, André Ceciliano (PT-RJ) questionou em requerimento ao governador Wilson Witzel (PSC-RJ) se existem, em qualquer secretaria ou órgão ligado ao Executivo, escutas telefônicas, captações ambientais, interceptações físicas – como seguir pessoas –, ou "ações controladas" com infiltrações de agentes, a captação de mensagens de SMS ou qualquer outro aplicativo de mensagens e e-mail, contra autoridades públicas.

André Ceciliano também perguntou oficialmente ao governador se está sendo feita a manutenção e armazenamento, em qualquer secretaria ou órgão ligado ao poder executivos, de dados cadastrais consolidados contra as autoridades públicas. Ou seja: se existem dossiês contra políticos.

Um deputado disse ter encontrado um grampo em seu gabinete.

Outro parlamentar afirma ter recebido a informação de que também estava sendo monitorado.

Eles levaram as denúncias ao presidente da Alerj, que resolveu pedir informações ao governo.

E-mail: [email protected]
Telefone: (82) 9-9672-7222

©2020 - Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Todos os direitos reservados.