OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,932 Arapiraca, AL 24ºC Chuvas esparsas

Notícias

14/01/2022 14:05
Economia
Por que ter um plano de negócio para a sua empresa?
Saiba as vantagens de elaborar um plano de negócios e estar pronto para abrir sua empresa
Por que ter um plano de negócio para a sua empresa? / Foto: Reprodução
Reprodução

Um bom plano de negócio (ou business plan) é a peça-chave para o sucesso de uma nova empresa. Descubra os benefícios e quais os pontos principais a serem abordados.

Se você possui uma empresa ou está pensando em começar uma, provavelmente já deve ter ouvido falar sobre o plano de negócio. Mas você realmente entende o propósito deste documento? Sabe como ele pode ser útil?

Há quem considere isso apenas uma formalidade. No entanto, a verdade é que se trata de uma etapa vital para a boa gestão e deve ser cumprida ainda na fase de concepção do empreendimento.

O plano de negócio pode ser mais simples ou mais robusto, isso dependerá do tamanho e da necessidade de cada empresa. Entenda mais sobre o assunto a seguir!

O que ele é?

Um plano mais "simples", baseia-se em um documento que descreve o básico sobre a empresa, produtos e/ou serviços, segmento de atuação, objetivos do seu negócio e como alcançá-los.

A ideia é incorporar elementos do plano de marketing e do plano financeiro. Pense nele como um mapa que guiará sua empresa desde a fase inicial até o estabelecimento e, eventualmente, a expansão das atividades.

Além disso, documentar sua estratégia é algo indispensável caso você busque investidores para seu empreendimento.

Pontos essenciais

O ideal é que você descreva todos os itens que sejam relevantes para a sua empresa. Apesar das particularidades de cada negócio, alguns fatores são tão importantes que devem estar presentes sempre. Continue a leitura para conhecer as seções que não podem faltar!

1. Conceito

Primeiro de tudo, a finalidade de um plano de negócios é dar aos leitores uma compreensão total dos objetivos da empresa e como eles serão alcançados. É exatamente isso que é feito na etapa de Conceito.

Esta parte do documento, geralmente, é dividida em três elementos:

• Resumo executivo: uma rápida introdução que descreve quem administra o negócio e o que ele oferecerá.

• Descrição da empresa: uma visão geral que inclui a estrutura, o organograma, a natureza do negócio e suas metas de curto e longo prazo.

• Descrição dos produtos e/ou serviços: exatamente o que a empresa planeja fornecer, inclusive seus diferenciais dentro do mercado.

 

2. Análise de Mercado

Um empreendedor deve ter uma compreensão ampla do segmento que deseja atuar. A análise de mercado detalha o público-alvo, além de fornecer uma visão geral do setor.

É importante incluir quais são os principais concorrentes e suas vantagens e desvantagens competitivas. Quanto mais aprofundada a avaliação do mercado, maior a probabilidade de encontrar um nicho favorável à sua atuação.

3. Estratégia de marketing

Como sua empresa irá se destacar no mercado? Qual o seu diferencial? Como você irá demonstrar isso para o seu público-alvo? Essas são algumas perguntas que você deve procurar responder nesta seção.

Elabore um esboço de onde seu negócio se encaixa no mercado e como você irá precificar, promover e vender seu produto e/ou serviço.

4. Finanças

Finalmente, o plano de negócio também precisa demonstrar a viabilidade do empreendimento. Portanto, uma análise financeira é fundamental.

Aqui é onde você irá determinar o capital necessário para constituir a empresa e o quanto ela precisará para manter a operação - o que, em termos, é conhecido como capital de giro.

Nessa seção, crie projeções financeiras: tanto de receitas, quanto de custos e de lucros. É conveniente elaborar diferentes cenários, sendo um otimista, um pessimista e um neutro.

Assim, será possível calcular o prazo de retorno do investimento, ou seja, quanto tempo demora para recuperar o dinheiro inicialmente investido na empresa.

Você pode descobrir que, de acordo com suas projeções, em determinado momento o negócio irá necessitar de um empréstimo. Então, desde já comece a pesquisar quais são as melhores opções disponíveis no mercado para atender a sua necessidade.

Embora possa ser trabalhoso criar um plano de negócio, seus esforços serão recompensados. O processo é uma excelente forma de prever e identificar possíveis gargalos e isso irá ajudá-lo a se planejar. Assim, você estará mais organizado e melhor preparado para o sucesso.

Agora que você já sabe as vantagens de elaborar um plano de negócios e está pronto para abrir sua empresa. O próximo passo é decidir se você vai utilizar capital próprio ou capital de terceiros.

Existem hoje opções de crédito muito vantajosas no mercado, pensadas especialmente para empreendedores que queiram alavancar o seu negócio. Como é o caso do empréstimo empresarial oferecido pela fintech CashMe do Grupo Cyrela, por exemplo.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Economia