OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,355 Arapiraca, AL 22ºC Parcialmente nublado

Notícias

06/04/2021 11:30
Educação
Estudante da Ufal vai participar de evento com ganhadores do Nobel
Andressa Lopes, doutoranda do Renorbio, vai representar a Ufal numa sessão de perguntas e respostas sobre ‘O valor da Ciência’
/ Foto: Assessoria

A Universidade Federal de Alagoas será representada em um evento virtual da Academia Brasileira de Ciências (ABC) pela doutoranda Andressa Letícia Lopes da Silva.

A estudante do curso de pós-graduação em Biotecnologia pela Rede Nordeste de Biotecnologia (Reborbio-Ufal) foi selecionada pela ABC para participar de uma mesa-redonda com os ganhadores do Prêmio Nobel em Medicina, May-Britt Moser, e em Física, Serge Haroche.

O encontro será nesta quinta-feira (8) e tem como tema O valor da Ciência. A iniciativa da Academia Brasileira de Ciências, em parceria com a Nobel Prize Outreach, que é o braço de comunicação da Fundação Nobel, pretende reunir representantes da comunidade científica brasileira e estudantes de ensino superior.

Serão duas mesas com a participação de 20 universitários em cada, previamente selecionados, que terão a oportunidade de se juntar aos laureados Nobel numa sessão de perguntas e respostas. O debate é focado na importância da Ciência, especialmente neste momento de grave crise sanitária, econômica e social, em função da pandemia de covid-19.

“Essa iniciativa vem em um período ímpar, onde muitas pessoas não acreditam no papel social e fundamental da ciência e do processo biotecnológico. Discutir o valor da ciência é algo que nós, estudantes, fazemos diariamente na nossa formação, tanto na graduação, quanto na pós-graduação, já discutir o valor da ciência com Premiados pelo Nobel é algo indescritível. Poder representar a Ufal e o Renorbio em um evento dessa magnitude me deixa honrada e ao mesmo tempo carrego a responsabilidade de poder compartilhar experiências e ouvir pessoas altamente qualificadas debaterem sobre o tema”, destacou Andressa, entusiasmada com a oportunidade de agregar essa participação à trajetória no doutorado.

As discussões do evento vão ser transmitidas ao vivo, a partir das 10h, por plataformas gratuitas e de fácil acesso. Confira aqui. Na primeira parte, May-Britt Moser, laureada com o Prêmio Nobel de Medicina em 2014, e Serge Haroche, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 2012 farão uma apresentação e, em seguida, será a vez da participação dos estudantes em duas mesas-redondas.

Seleção disputada

A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da Ufal (Propep) realizou uma chamada interna, entre os dia 5 e 12 de março, para selecionar um estudante de graduação e um de pós-graduação para concorrer às vagas de participação no evento virtual.

O processo foi realizado por uma comissão composta pela pró-reitora, Iraildes Assunção; o coordenador de Pós-graduação, professor Walter Matias; o coordenador de Inovação e Empreendedorismo, professor Pierre Escodro; e presidida pela coordenadora de Pesquisa, a professora Magna Suzana Alexandre Moreira.

A Propep selecionou dois estudantes com base no currículo, avaliando a produção científica/intelectual, histórico escolar, motivação da indicação e fluência em inglês. Após análise de critérios estabelecidos pela ABC, a Ufal indicou os nomes e a Academia Brasileira de Ciências escolheu Andressa Lopes para representar a instituição.

Andressa é orientanda do professor João Xavier de Araújo Júnior, do Instituto de Ciências Farmacêuticas. “Ela possui ótimo rendimento acadêmico, que reflete ao seu empenho e competência, bem como outras qualidades acadêmicas como o Certificado IELTS e membro da Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes e é co-autora de inúmeras trabalhos. A estudante participou do Programa Ciência sem Fronteiras e realizou atividades na University of East London, no Reino Unido. Tudo isso capacitou a Andressa Letícia para ser selecionada pela ABC”, reforça a comissão.

O orientador de Andressa, professor João Xavier, também destacou o empenho e a dedicação da sua aluna, desde a graduação. Ele ressalta que a participação dela é exemplo e motivação.

“Estamos vivendo um período extremamente crítico na pesquisa no nosso país. Os recursos para bolsas e fomento à pesquisa estão cada vez mais escassos. Como professor e pesquisador, coordenador do Laboratório de Química Medicinal [LQM-ICF], recebemos com muita alegria mais essa oportunidade que a Andressa recebeu . Ela representará a Ufal à altura”, disse, e completou: “Eu só gostaria de deixar registrado a importância da perseverança dos nossos estudantes e da necessidade primordial de incentivo e estímulo à pesquisa e à ciência no Brasil. Esses jovens pesquisadores, doutorandos, têm como função empenhar-se de maneira incansável e persistente na pesquisa, pois serão eles que darão continuidade ao que muitos cientistas fizeram e ainda têm feito pela ciência no Brasil”.

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Educação