OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8808-7803 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,072 Arapiraca, AL 23ºC Tempo limpo

Literatura & Saúde / Sandro Lins

Quem é Sandro Lins? É médico pediatra, perito em trânsito, membro da ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes), ex-secretário de Saúde de Craíbas e gosta de dar opinião sobre tudo.
30/06/2022 11:01:57
Por que descriminalizar o aborto só ajuda o estuprador?

O aborto não é, como dizem, simplesmente um assassinato. É um roubo...

Nem pode haver roubo maior. Porque, ao malogrado nascituro, rouba-se-lhe este mundo, o céu, as estrelas, o universo, tudo.

O aborto é o roubo infinito.
Mario Quintana

Pedófilos e estupradores já lotam um presídio no Espírito Santo.No Presídio Estadual de Vila Velha V, localizado no Complexo de Xuri,70% dos presos cometeram crimes de natureza sexual. Para estar lá todos os processos começaram no mesmo ato comum: alguém fez, algum dia, um boletim de ocorrência em uma delegacia.

O aborto está no código penal brasileiro desde 1940. Para proteger a mulher estuprada, que tem direito de ir para um serviço de referência do SUS, como a Maternidade Santa Mônica, em Maceió, e solicitar o procedimento, se por acaso conseguir engravidar mesmo após a pílula do dia seguinte, hoje mais uma aliada da mulher. Mas para isso, o boletim de ocorrência precisa ser feito, até para resguardar a equipe do hospital ao realizar o aborto.

O que está em discussão no país não é o empoderamento feminino, mas tirar o aborto do código penal. A mulher já é dona do seu corpo, pode ser companheira de outra mulher, pode usar DIU, anticoncepcional, a pílula do dia seguinte (chamado contraceptivo de emergência), fazer sexo não vaginal, coito interrompido, a camisinha da mulher (existe também).

Descriminalizar o aborto significa que a mulher não seria mais obrigada a ir na delegacia, bastaria o acolhimento pelo hospital. Mas, se uma atriz da toda poderosa Rede Globo, como a Klara Castanho, não teve coragem de ir na delegacia denunciar que foi estuprada ( e nesse caso o desafio de procurar o estuprador é só da polícia), como querer que após o pior momento de sua vida, uma vítima de estupro retorne à uma delegacia para o constrangimento, e o sofrimento, de recontar e lembrar do estupro? E não é por falta de empoderamento feminino.

O presidente do principal banco público do país foi demitido por uma denúncia anônima de assédio sexual. Não se precisou provar nada no caso do presidente da caixa. Mas o estuprador, e também o pedófilo, poderá estar solto, se o aborto deixar de estar no código penal.

É natural, que um país que conta com talvez as maiores organizações criminosas do planeta, como o Comando Vermelho e o PCC, tenha defensores na política e na mídia alinhados com pautas que só beneficiam os criminosos. Seria importante investigar as fontes de financiamento das entidades e dos políticos, até mesmo no judiciário, que defendem a descriminalização do aborto.

Vou contar uma história que aconteceu no sertão de Alagoas para melhor ilustrar a falta de um boletim de ocorrência. Um ônibus, indo da cidade para o sitio, com dezessete passageiros, foi assaltado, e apesar do criminoso ter sido reconhecido como um morador da cidade vizinha, após quase um mês do ocorrido, continuava solto, e praticando outros delitos na região.

A população e o prefeito foram cobrar providências do jovem delegado, que só pensava em agir dentro dos limites da lei. O argumento do delegado pela inércia no caso foi muito simples: “ basta uma das dezoito pessoas presentes no ônibus assaltado vir na delegacia e dizer: estava no ônibus, no momento do assalto, que vamos fazer o boletim de ocorrência e pedir à justiça a prisão do meliante”. Como diz o matuto: tu fosse? E se fez justiça: uma semana depois o prefeito e o governador conseguiram transferir o delegado, e o ladrão conseguiu ficar mais dez anos agindo em ilícitos em nosso estado, até sua vida ser abortada por uma bala na nuca em uma operação policial no sertão de Alagoas.

veja mais: www.cbnvitoria.com.br/reportagens/pedofilos-e-estupradores-ja-lotam-um-presidio-no-es-1017

Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Sandro Lins