OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 98876-8488 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,432 Arapiraca, AL 24ºC Tempo nublado
Editorias
11/06/2024 07:43
Esporte

CSA leva gol nos acréscimos e empata com São José no Rei Pelé

Azulão vencia partida até 47 minutos do segundo tempo, mas chega ao oitavo jogo sem vitórias
/ Foto: Felipe Sóstenes
Redação com GazetaWeb

E não foi na noite desta segunda-feira (10) que o CSA encerrou seu jejum sem vitórias na Série C. Diante de um Rei Pelé com bom público, o Azulão empatou com o São José por 1x1, em confronto válido pela 8ª rodada da Série C. O resultado ainda teve requintes de melancolia, já que o gol gaúcho foi marcado no apagar das luzes.

Os únicos gols foram assinalados no segundo tempo. De pênalti, o artilheiro Tiago Marques balançou as redes gaúchas. Já no fim, Mobeck deixou tudo igual.

Com isso, o Azulão amarga o oitavo confronto seguido sem triunfar. Além disso, o clube não ganha dentro de casa há três meses.

Na tabela de classificação, o CSA se mantém na 18ª colocação, com quatro pontos conquistados. O Zequinha, por outro lado, ainda é o 17º, também com quatro pontos, mas com uma vitória a mais.

O CSA entra em campo já no próximo sábado, dia 15, mais uma vez no Estádio Rei Pelé. No entanto, o desafio será contra o Botafogo-PB, atual líder da Série C. A bola rola às 17 horas. Já o Zequinha atua no dia 16. O clube recebe o Londrina, no Passo D'Areia, em Porto Alegre, a partir das 16h30.

PRIMEIRO TEMPO
Com os dois clubes necessitando da vitória, o duelo iniciou nervoso. O CSA quase vacilou com 40 segundos. Biazus recuou para o goleiro Yuri Sena, que demorou a soltar a bola e, no momento do chute, atingiu o atacante Renê, quase abrindo o placar. A resposta maruja foi aos 5min. Após um erro defensivo do Zequinha, Alisson Farias ficou com a posse e arriscou um bonito chute, direto no travessão.

Apesar dos lances perigosos, o jogo perdeu em termos de qualidade, gerando muitas faltas no setor de meio campo. O São José buscou aproveitar a bola aérea, mas parou na dupla Jean Cléber e Biazus. Com 23 minutos, Renê recebeu passe em profundidade e experimentou de longe, mandando por cima do travessão.

O Zequinha continuou tendo mais presença ofensiva. Com 24 minutos, Marcílio cobrou falta da ponta direita, direto nas mãos de Yuri. Inclusive, com 28 minutos, o goleiro afastou mal a bola. Na sobra, Carrilho finalizou forte, só não caprichou na mira.

Em uma das poucas chances azulinas na primeira etapa, Tiago Marques recebeu o passe na ponta esquerda, mas finalizou para fora, com 31 minutos. Com 33min, novamente o centroavante teve uma grande oportunidade. Fredson trombou com Jadson na grande área e Tiago tomou a posse. O camisa 9 chutou forte, mas Fábio Rampi espalmou para escanteio.

Na reta final da primeira etapa, o São José foi mais perigoso. Com 46 minutos, a bola foi cruzada na grande área e Renê desviou na redonda, vencendo Yuri Sena para marcar o gol. Todavia, o impedimento foi assinalado. Sem gols, o primeiro tempo encerrado aos 48 minutos.

SEGUNDO TEMPO
Higo Magalhães modificou o CSA, na busca por mais velocidade pelas pontas. Contudo, quem assustou foi o São José. Com apenas 2 minutos, Renê chutou de fora e acertou o travessão. No rebote, Gabriel Silva ficou cara a cara com o gol vazio, mas chutou fraco e Raphinha salvou de maneira heroica.

O CSA continuou com dificuldades para atacar, enquanto o Zequinha aproveitou espaços. Com 9min, Gabriel Lima teve outra chance, mas isolou. Como confronto ficando ainda mais apertado, Pingo mudou ofensivamente o São José.

O Azulão só chegou com perigo aos 23 minutos. Dal Pian avançou na esquerda e cruzou na grande área. Xuxa cabeceou no chão e facilitou a vida de Fábio.

O time, porém, não desistiu. Com 26 minutos, após um bate cabeça na defensiva do Zeca, a bola foi mal recuada. Tiago Marques tocou para Jean Cléber, que dividiu com Jadson e caiu na grande área: pênalti marcado. Os jogadores gaúchos se revoltaram, mas nada de mudar a decisão da arbitragem. Na cobrança, Tiago Marques foi frio, deslocando Fábio Rampi para colocar o CSA na frente: 1 a 0.

O gol incendiou a torcida azulina, que fez a festa. Na busca desesperada pelo empate, o São José se expôs. Com 42min, Lucas Marques cobrou lateral na área e Xuxa raspou de cabeça, assustando o adversário.

O CSA encaminhava-se para enfim comemorar sua primeira vitória na Terceirona. No entanto, aos 47min, a defesa vacilou. Gabriel Mobeck apareceu no meio da zaga e bateu na saída de Yuri para empatar: 1 a 1.

O abalo emocional foi notório após o gol. Já sem forças, o CSA nada pôde fazer e assim ficou no Trapichão: CSA 1x1 São José.

FICHA TÉCNICA
CSA - Yuri Sena; Raphinha (Richard), Eduardo Biazus, Wellington Carvalho e Guilherme Dal Pian; Jean Cléber (Pedro Favela), Juninho Valoura (Buga) e Alisson Farias (Gustavo Xuxa); Vitor Leque, Marquinhos (Lucas Marques) e Tiago Marques. Técnico: Higo Magalhães.

São José - Fábio Rampi; Matheuzinho, Fredson, Jadson e Marcílio (Alessandro); Nonato (Ariel Palacios), Rafael Carrilho e Gabriel Lima (Diogo Sodré); Gabriel Silva (Gabriel Morbeck), Marcos Calazans (Emerson) e Renê. Técnico: Pingo.

Gols - Tiago Marques (CSA - 29'/2T), Gabriel Mobeck (SJO - 47'/2T)

Cartões amarelos - Rafael Carrilho (SJO), Dal Pian (CSA), Renê (SJO), Jean Cléber (CSA), Marcílio (SJO), Fredson (SJO), Lucas Marques (CSA), Biazus (CSA), Ariel (SJO)

Cartões vermelhos - Thiago Pedra (SJO)

Árbitro - Leonardo Willers Lorenzatto (CBF/MT)

Assistentes - Eduardo Teodoro Rodrigues (CBF/MT) e Marcos Aurélio de Souza Alves (CBF/MT)

Quarto árbitro - José Jaini Oliveira Bispo (CBF/AL).


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Esporte
KTO
KTO