OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 98876-8488 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,432 Arapiraca, AL 24ºC Tempo nublado
Editorias
21/05/2024 09:54
Polícia

Ação contra PMs que vendiam armas a facções já resulta em 18 presos

Força-tarefa acontece em Alagoas, onde organizações criminosas eram beneficiadas, além de Pernambuco e Bahia
/ Foto: Polícia Federal
Redação com GazetaWeb

Dezoito pessoas já foram presas durante a Operação Fogo Amigo, da Polícia Federal (PF), deflagrada na manhã desta terça-feira (21). A investida policial está ocorrendo em Salvador, Santo Antônio de Jesus, Porto Seguro e Juazeiro, na Bahia; Petrolina, em Pernambuco; e Arapiraca, no Agreste de Alagoas.

A operação tem como objetivo desarticular uma organização criminosa composta por diversos policiais militares da Bahia e Pernambuco, CACs (Colecionadores, Atiradores e Caçadores) e lojistas, suspeitos de vender armas e munições ilegais para facções criminosas nos Estados da Bahia, Pernambuco e Alagoas.

Desde as primeiras horas da manhã, aproximadamente 325 policiais federais, grupos táticos da PF-BA, PM-BA, PM-PE, PC-BA, Gaeco-BA, Gaeco-PE e Exército estão cumprindo 20 mandados de prisão preventiva e 33 mandados de busca e apreensão nos Estados da Bahia, Pernambuco e Alagoas contra agentes de segurança pública, CACs, empresários e lojas que comercializam armas de fogo, munições e acessórios de forma ilegal.

Além disso, foi autorizado o sequestro de bens e bloqueio de valores de até R$ 10 milhões dos investigados e a suspensão das atividades econômicas de três lojas que vendiam material bélico de maneira irregular.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da PF em Alagoas, para obter informações sobre as prisões no Estado, e, no momento, aguarda retorno.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia