OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 98876-8488 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,432 Arapiraca, AL 26ºC Tempo nublado
Editorias
24/05/2024 15:55
Polícia

Comerciante é condenado a 274 anos de prisão pelo estupro de 20 meninos

Segundo o Ministério Público, o acusado oferecia bebida alcoólica, dinheiro e até doces para atrair as vítimas,
Vítima eram todas de Ouro Branco / Foto: Kemmido/Freepik
Redação com G1/AL

Um comerciante de Ouro Branco, no Sertão de Alagoas, foi condenado a 274 anos de prisão pelo estupro de 20 meninos. Segundo o Ministério Público de Alagoas (MP-AL), ele oferecia dinheiro, bebida alcoólica e até doces em troca de relação sexual. Cabe recurso da decisão.

 

Os estupros aconteciam dentro da tabacaria do comerciante. As vítimas tinham entre 10 e 17 anos e, segundo o MP-AL, elas eram atraídas para o local com a promessa de recompensas pelas práticas sexuais.

O comerciante foi condenado por estupro de vulnerável, corrupção de menores, assédio sexual, e fornecimento de bebida alcoólica a menores. Ao todo, a pena de prisão foi estipulada em 274 anos. Ele perdeu a licença da tabacaria e terá que pagar R$ 5 mil de indenização a cada vítima. 

"O acusado aliciava os menores, atraindo-os para o seu estabelecimento com ofertas de cigarros, bebidas, doces e também dinheiro em troca de sexo. Os relatos são deprimentes, indignam, ao tempo em que nos encoraja a continuar desmascarando criminosos assim”, disse o promotor João de Sá.

Ainda segundo o MP-AL, muitas das vítimas foram abusadas mais de uma vez. O comerciante usava da influência dele para silenciar os meninos e continuar a aliciá-los. Ele oferecia entre R$ 100 e R$ 300 pelas relações sexuais.

Durante o julgamento, a defesa do acusado disse que o homem sofria de transtornos mentais. Mas, segundo o promotor, ao ser ouvido em audiência de instrução e julgamento, o comerciante afirmou não possuir deficiência física e nem mesmo deficiência mental.

 

Como denunciar

Os casos de violência física, sexual ou psicológica contra crianças e adolescentes podem ser denunciados em Alagoas através das delegacias, pela internet, em conselhos tutelares, no Ministério Publico, na Polícia Militar e até por telefone. Veja aqui como fazer.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia