OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,213 Arapiraca, AL 22ºC Parcialmente nublado

Editorias

18/06/2021 12:07
Polícia
Jovem mantida em cárcere privado é resgatada e casal responsável é preso
Foi espancada, amarrada, ameaçada de morte e passou dois dias sem comer e beber água
Conforme relato da jovem, ela foi retirada de casa na noite do dia 15 de junho, quando estava na companhia do filho / Foto: Cortesia 3º BPM
Laís Pita

Uma jovem de 23 anos, de identidade não revelada, que havia sido sequestrada e mantida em cárcere privado há quatro dias, foi resgatada pela polícia nessa quinta-feira (17) em Arapiraca 

A vítima foi encontrada em uma casa de uma vila na Rua Flora, no bairro Cacimbas. O crime foi cometido por um jovem de 21 anos, o Calos Eduardo da Silva, e uma mulher de 31 anos, Jussara Matias da Silva, ambos do PCC (Primeiro Comando da Capital). 

De acordo com informações da polícia, os militares do Falcão 4 foram informados do caso via denúncia anônima e ao invadir o cativeiro encontraram a vítima sendo vigiada pelo suspeito. Ela apresentava vários ferimentos.

Conforme relato da jovem, ela foi retirada de casa na noite do dia 15 de junho, quando estava na companhia do filho.

Inicialmente ela foi levada para a Matinha da Catita, posteriormente para uma mata no Vale da Perucaba, onde foi mantida amarrada por dois dias, sem comer ou beber água. 

Conforme a vítima, o grupo afirmava que ela teria informações sobre o fornecimento do material ilícito (drogas e armas), devido a um relacionamento que a vítima manteve com um suspeito de integrar o Comando Vermelho. Mas ao dizer que não tinha conhecimento sobre o fornecimento de drogas e armas e que teria terminado o namoro com Júnior Grampão há 3 meses, a jovem foi espancada e ameaçada de morte

Ainda segundo a vítima, ela só foi levada pelo casal e mantida na vila onde foi encontrada pelos policiais, na manhã dessa quinta-feira (17). 

O casal preso foi levado para a Central de Polícia de Arapiraca e autuado em flagrante por sequestro e cárcere privado. O caso está sob a investigação do delegado Guilherme Lusten.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Polícia