OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 98876-8488 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,432 Arapiraca, AL 23ºC Parcialmente nublado
Notícias
10/06/2024 08:21
Justiça

TJAL capacita funcionários do Shopping Partage Arapiraca no combate à violência doméstica

Ação faz parte da campanha ‘Ei, Mulher! Dê um Basta!’, que visa combater violência de gênero dentro dos centros de compras de Alagoas
/ Foto: Adeildo Lobo
Redação com Assessoria

Com o objetivo de capacitar funcionários e lojistas no combate à violência doméstica e familiar, a campanha ‘Ei, Mulher! Dê um Basta!’, de iniciativa do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), chegou ao Shopping Partage Arapiraca, nesta sexta (7).

O treinamento, realizado pela Coordenadoria da Mulher do TJAL e pela Patrulha Maria da Penha de Arapiraca, reuniu representantes dos setores administrativos e da equipe de segurança do centro de compras. As juízas Eliana Machado e Luana Cavalcante conduziram a capacitação.

Eliana Machado, coordenadora da Mulher do TJAL, explicou sobre os tipos e ciclo de violência e qual o papel do shopping na rede de proteção à mulher.

“Estamos na quarta capacitação realizada nos grandes shoppings de Alagoas e aqui em Arapiraca foi uma experiência riquíssima não só de capacitação, mas também de troca de experiência. Saímos com a certeza de que estamos no caminho certo, seguindo em frente no combate à violência de gênero”, falou a juíza.

Para onde encaminhar

A juíza Luana Cavalcante, integrante da Coordenadoria da Mulher, citou algumas situações de violência que podem acontecer dentro do centro de compras.

“Pegar no braço, falar de forma agressiva, tomar o celular são algumas condutas que sinalizam a existência da violência dentro desses espaços”, exemplificou.

A magistrada ainda destacou quais tipos de encaminhamentos podem ser dados a essa mulher.

“Em caso de flagrante, o segurança ou funcionário deve entrar em contato com o número 190, da Polícia Militar. Em caso de denúncia, o contato é o 181. Essa mulher precisa de ajuda e ser acolhida, sem julgamentos. Ela precisa saber que o shopping também faz parte dessa rede que existe para proteger e quebrar com esse ciclo de violência”, pontuou a magistrada.

Patrulha Maria da Penha

A Patrulha Maria da Penha explicou como funciona a fiscalização de medidas protetivas e quais os locais em que uma mulher em situação de violência pode ser encaminhada.

“Chamem a Polícia Militar caso presenciem uma situação de violência. E mesmo que a mulher não queira representar, saibam que violência doméstica é uma ação incondicionada, então em caso de flagrante, a Polícia tem a obrigação de encaminhar as partes para a delegacia”, explicou a capitã Priscila Cavalcante, coordenadora da Patrulha em Arapiraca.

Ela também aproveitou a oportunidade para sugerir ao shopping a criação de uma sala lilás para acolher as mulheres.

“Não precisa ser uma sala pintada de lilás, mas sim um lugar reservado com um simples balcão e alguém capacitado que possa acolher e direcionar essa mulher. Tenho certeza que essa ação deixaria o shopping mais preparado e seguro para essas mulheres”, disse.

Parceria

Glícia Pereira, da equipe de marketing do Shopping Partage Arapiraca, destacou a importância da parceria para acolher as mulheres em situação de violência e deixar o ambiente do shopping um lugar mais seguro.

“Nós temos o maior prazer em dar essa capacitação, porque acreditamos no poder da informação e da conscientização. Com esse treinamento passamos a ser uma rede ainda maior de fortalecimento, para acolher, direcionar e proteger essa mulher”, enfatizou.

Funcionários da segurança do shopping também participaram do treinamento. O coordenador de segurança, Anderson Calheiros, falou sobre a importância de estar mais instruído para atuar nessas situações.

“O treinamento nos dá uma maior segurança de como identificar e agir diante de situações de violência que aconteçam no shopping. Assim as mulheres se sentem mais seguras dentro desse espaço”, destacou.

Participou também da capacitação a servidora Valquíria Malta, coordenadora do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Arapiraca e integrante da Coordenadoria da Mulher, e a diretora da Casa da Mulher Alagoana, Paula Lopes.

Parceria com Sesc Arapiraca

Após a capacitação, as integrantes da Coordenadoria da Mulher do TJAL se reuniram com a direção do Sesc Arapiraca para dialogar sobre parceria para oferecer atividades educacionais, esportivas, recreativas e culturais para mulheres assistidas pelos juizados de violência doméstica e familiar do município e regiões circunvizinhas e seus filhos.

As instituições estão avançando nas tratativas para que o acordo seja firmado.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Justiça