OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-8225-0863 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 5,267 Arapiraca, AL 22ºC Parcialmente nublado

Editorias

16/04/2020 16:36
Política
Bolsonaro demite Mandetta e Nelson Teich é o novo ministro da Saúde
Nas últimas semanas, o presidente Bolsonaro e o então ministro da Saúde divergiram sobre as medidas no combate à crise do coronavírus
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a coletiva de imprensa sobre à infecção pelo novo coronavírus, ontem, quarta-feira (15) / Foto: Marcello Casal Jr./Agência Alagoas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comunicou, nesta quinta-feira (16), a Luiz Henrique Mandetta (DEM) a sua demissão do cargo de ministro da Saúde, em meio a crise decorrente da pandemia do novo coronavírus. Ele será substituído pelo oncologista Nelson Teich. 

Nas últimas semanas, o presidente e o ministro divergiram sobre as medidas no combate à crise. Bolsonaro discorda da política de isolamento defendida por Mandetta, pede que a quarentena seja cumprida apenas por grupos de risco e prega o uso da hidroxicloroquina no tratamento à doença.

O ministro é cético em relação ao medicamento, cuja eficácia ainda não foi cientificamente comprovada e teme a incidência de possíveis efeitos colaterais.

Mandetta disse mais cedo que esperava ser demitido entre hoje e amanhã. Ele perdeu força no cargo nos últimos dias, depois de ter criticado o presidente em uma entrevista à TV Globo no domingo. Na semana passada, após pressão de ministros, Bolsonaro manteve o ministro no cargo. A entrevista, no entanto, alterou esse cenário.

Novo ministro da Saúde

O médico oncologista e empresário Nelson Teich tem pontos de vista próximos aos do presidente Jair Bolsonaro sobre políticas de isolamento social e o equilíbrio entre quarentenas e retomada da atividade econômica. Teich e Bolsonaro se reuniram hoje, mais cedo.

Teich é formado pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e tem mestrado em Economia da Saúde pela Universidade de York, na Inglaterra. Ele chegou a ser cotado para assumir a Saúde logo após a eleição de Bolsonaro, em novembro de 2018, mas quem ficou com o cargo foi o Mandetta.

Ele já foi sócio de Denizar Vianna, atual secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos do Ministério da Saúde.

Fonte: CNN

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Política