OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 4,022 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Notícias

16/05/2019 04:53
Alagoas
Conheça a história do Seu Pedro, arapiraquense e o maior produtor de hortaliças de Alagoas
Pedro Gino começou vendendo no Ceasa, em Maceió, ia todo dia em pau de arara; hoje emprega 70 pessoas e atende os principais supermercados do estado
Seu Pedro em meio aos brócolis / Foto: Laís Pita
Laís Pita

 Os arapiraquenses têm, no quintal de casa, o maior produtor de hortaliças de Alagoas.

Pedro Gino de Oliveira, 65 anos, pai de dois filhos e casado há 46 com Marinete Oliveira da Silva, nasceu no Povoado Baixa do Capim, zona rural de Arapiraca.

Em 1997, depois de passar por bodega, mercearia, mercado, roça e "comer o pão que o diabo amassou" em Porto Real do Colégio, teve a oportunidade de comprar um terreno no Sítio Bálsamo.

Ele só não imaginava que as hortaliças que começou a produzir modestamente, empacotadas em caixas e transportadas por ele em pau de arara, desbancaria uma empresa de Pernambuco que atendia todo o mercado de hortaliças do estado.

Em uma dessas viagens para Maceió - Seu Pedro comercializava seus produtos no Ceasa - o arapiraquense, empreendedor nato, pensou: “isso aqui não está certo, é um perigo”. Voltou decidido e comprou um caminhão simples. Hoje ele tem quatro, plotados, inclusive.

A partir daí, de acordo com Seu Pedro e o filho Marcelo, o Via Box (atualmente GBarbosa) apareceu e eles não sabem explicar o motivo pelo qual ninguém queria fornecer para o supermercado, mas a família topou.

Passou do Via Box para mais de 20 supermercados como Palato, Extra, GBarbosa, Atacadão, Assaí, São Luís, Master, entre outros espalhados entre Maceió, Arapiraca, São Sebastião e Santana do Ipanema.

Das 65 folhas que existem no Brasil, a Hortaliça São Pedro, que emprega mais de 70 pessoas, oferece 30 tipos. Tem das mais comuns, como alface (variadérrimas), manjericão, coentro, couve, hortelã, até as pouco conhecidas como rabanete e almeirão, que diga-se de passagem, é muito linda. Dá gosto de ver.

A produção diária é grande. Chegam a ser colhidas mil unidades de rúcula, cinco mil de alface crespa, 600 de hortelã, 400 de manjericão, etc. Por isso todo dia, exceto domingo, sai caminhão para abastecer os supermercados.

Pioneiro em Alagoas, o maior de todos foi questionado pelo Diário Arapiraca sobre o segredo de sua horta, que ocupa uma área plantada de 2km, o equivalente a 10 hectares: “o mínimo de residual e o máximo de amor e cuidado”.

Segundo ele, existem agrotóxicos menos ofensivos, porém com um valor alto que a maioria dos produtores não aceitam pagar. “Para mim, caro mesmo é a vida, então eu zelo pela saúde, o lucro é consequência”.

“Imagine eu vender um produto contaminado, ver as pessoas sofrendo com doenças perigosas e saber que eu contribuí para isso? Me sentiria muito culpado, Deus me livre”, afirmou.

Seu Pedro disse que já trabalhou com produtos orgânicos, mas que é difícil você ter um produto zerado no que se refere a residual. “Tem perto de zero, que é o que usamos”, explicou.

Com três netas e dois bisnetos para curtir, o empresário tem consciência do que deve e do que não deve usar, comentou que enfrenta laboratório, é rastreado e utiliza uma água que perde pouca coisa para a mineral. Inclusive essa água passa por análise a cada seis meses, ressaltou. 

O slogan da Hortaliça São Pedro, então, não mente: “Cultivando Saúde, Colhendo Qualidade de Vida”.

Isso tudo aqui, no coração de Alagoas.

 


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Alagoas