OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,821 Arapiraca, 26ºC Estrelado

Notícias

10/01/2019 17:45
Alagoas
Governo do Estado vai entregar mais sete Centros Integrados de Segurança até junho
Taxa de homicídios por grupo de 100 mil habitantes reduziu 11,51% e apreensão de drogas cresceu nos 16 municípios onde CISPS funcionam
/ Foto: Reprodução

 O governador Renan Filho anunciou, durante transmissão ao vivo (live), na manhã desta quinta-feira (10), que sete novos Centros Integrados de Segurança Pública (CISPS) serão entregues neste primeiro semestre em Alagoas. Nos 16 municípios onde esses equipamentos já foram instalados, a taxa de homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes registrou queda de 11,51%, em média.

Em 2017, essa taxa era de 41,7 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes e ficou em 36,9 no ano passado naqueles 16 municípios, bem próxima da média nacional (30,8) e abaixo da estadual (45,6). Os números foram apresentados logo após a transmissão ao vivo, no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares, onde se reuniu toda a cúpula da Segurança Pública com o governador para avaliar os resultados alcançados pelos CISPS.

“Trata-se de uma política pública nova em Alagoas, que colabora decisivamente para a redução da violência”, afirmou o governador, ao se referir aos Centros Integrados, que já funcionam nos municípios de Boca da Mata, Murici, São José da Laje, São José da Tapera, Girau do Ponciano, Ouro Branco, Cajueiro, Viçosa, Junqueiro, São Luís do Quitunde, Igaci, Pão de Açúcar, São Miguel dos Milagres, Batalha, Mata Grande e Major Izidoro.

Entre 2017 e 2018, também houve redução da incidência de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) nos 16 municípios atendidos pelos CISPS. A queda geral foi de 11%, segundo o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

“Num momento em que o Brasil vive uma onda gigantesca de violência, aqui a gente avalia resultados, planeja atuação e segue com uma das maiores reduções de violência do Brasil”, enfatizou o governador.

Inaugurado em 23 de dezembro de 2016, o CISP de Murici registrou redução de 42,1% de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) e elevação de 44% no número de apreensões de drogas ilícitas. Já o Centro Integrado de Girau do Ponciano elevou em 183% as apreensões de armas e em 57,1% as de entorpecentes.

Entregas

Renan Filho revelou que os novos CISPS estão praticamente prontos e serão entregues neste primeiro semestre nos municípios de Campo Alegre, Messias, Maribondo, São Sebastião, Taquarana, Teotônio Vilela e Pilar. Nestas duas cidades, os Centros Integrados serão do tipo 2, cuja estrutura é maior em relação aos do tipo 1. Mais amplos, esses equipamentos surgem para atender municípios mais populosos e que possuem localização estratégica.

“Nos próximos meses, também chegaremos a Rio Largo e depois vamos ampliar para outras grandes cidades. Em breve, ao lado do secretário (da Segurança Pública) Lima Júnior, espero lançar o projeto e a programação para instalação dos Centros Integrados do tipo 3, que vão, sobretudo, fortalecer o policiamento na capital”, acrescentou Renan Filho.

Lima Júnior participou da live, transmitida pelas redes sociais, junto com o governador. “Os Centros Integrados atuam de forma significativa na redução da violência em nosso estado. Nós temos monitorado isso diariamente e acompanhado o desempenho de cada CISP. Evidentemente, com o reforço dessas outras sete unidades, inclusive duas de porte maior em Pilar e Teotônio Vilela, vamos reduzir ainda mais a violência em Alagoas”, avaliou o secretário de Segurança Pública.

A reunião no Palácio República dos Palmares contou, ainda, com a participação do diretor-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Sampaio, do secretário executivo de Políticas Públicas, Manoel Acácio Júnior, além de delegados e comandantes de batalhões da PM das cidades e regiões onde os CISPS atuam.


Link da página:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Alagoas