OUÇA AO VIVO A 96FM
(82) 9-9672-7222 Whatsapp Diário Arapiraca
Dólar hoje R$ 3,730 Arapiraca, 30ºC Ensolarado com muitas nuvens

Cotidiano / Davi Salsa

Quem é Davi Salsa? Graduado em Comunicação Social pela UFAL e bacharel em Letras pela UNEAL. Ganhador dos prêmios, Banco do Brasil de Jornalismo em 2002 e Prêmio Mário Pedrosa de Jornalismo em 2009. Hoje é assessor de comunicação na cidade Arapiraca.
12/06/2018 18:32:17
Alunos da rede estadual são premiados na Expoceti 2018
/ Foto: Cortesia

 
Feira Científica Nacional recebeu jovens cientistas de vários estados brasileiros

 

Entre os dias 4 e 8 deste mês de junho, jovens cientistas da rede estadual de ensino de Alagoas representaram o estado na Feira Científica Nacional, a Expoceti 2018, na cidade de São Lourenço da Mata, em Pernambuco.

Na ocasião, os alunos Igor Gonçalves, João Victor Lima e Tássila Monieli, da Escola Estadual Muniz Falcão, juntamente com as alunas Mayra Lisboa e Maria Janieide, da Escola Estadual Cônego José Bulhões, de Dois Riachos, puderam apresentar, sob a orientação dos professores Jenivaldo Lisboa, André Pereira e Willames Azevedo, projetos de intervenção social que visam à resolução de problemas enfrentados por suas comunidades escolares.

O projeto intitulado “Aplicação de Biofertilizante Aeróbio no Combate à Cochonilha-do-carmim em Palma Forrageira”, desenvolvido pelos estudantes da Escola Estadual Muniz Falcão, foi premiado com a terceira colocação na categoria de Ciências Biológicas.

Os jovens cientistas alagoanos também receberam credencial para participação na 2ª Feira Mineira de Iniciação Científica, que será realizada em Mateus Leme-MG, entre os dias 14 e 17 de agosto.

O projeto desenvolvido por Igor, João Victor e Tássila tem como objetivo adotar uma tecnologia de baixo custo que possa auxiliar os agropecuaristas no combate à cochonilha-do-carmim, que vem causando grandes prejuízos em plantações de palma forrageira.

Neste sentido, os alunos, sob a orientação dos professores Jenivaldo Lisboa e André Pereira, estão pesquisando a aplicação de um biofertilizante produzido a partir de esterco de galinha, e que tem demonstrado muita utilidade no aumento da resistência da palma ao ataque da cochonilha.

O projeto “Protótipo de um Sistema de Irrigação de Jardins com Aproveitamento de Águas Descartadas dos Bebedouros Escolares”, apresentado pelas estudantes da Escola Estadual Cônego José Bulhões, sob a orientação dos professores André Pereira e Willames Azevedo, alcançou a terceira colocação na categoria Meio Ambiente, além de ser credenciado para o Movimento Científico Norte e Nordeste (MOCINN), que será realizado no Pará.

Sistema automatizado

O trabalho desenvolvido pelas alunas busca, acima de tudo, desenvolver um sistema automatizado que possa reaproveitar a água descartada dos bebedouros na irrigação de jardins e hortas escolares, por meio do uso de uma placa de prototipagem Modelix® 3.6. fazendo parte do Projeto de Robótica nas Escolas e incentivado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que garantiu a aquisição de diversos kits de robótica educacional, proporcionando aulas de mecânica, eletrônica e programação nas escolas públicas estaduais.

A participação dos jovens foi um sucesso pelas premiações recebidas e, também, por conta do intercâmbio cultural gerado pela presença de pessoas de diferentes estados do Brasil, num processo de troca de conhecimentos para valorizar os conteúdos aprendidos em sala de aula, a partir do exercício do saber diante de eventos de divulgação científica.

Os projetos científicos dos estudantes da rede estadual de Alagoas recebem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), por meio de parceria com a Secretaria de Estado de Educação, que continua estimulando a iniciação científica de jovens alunos.

A participação dos jovens cientistas alagoanos ainda recebeu o apoio das prefeituras de Cacimbinhas e Dois Riachos, por meio dos prefeitos Hugo Wanderley e Ramon Camilo, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação de Cacimbinhas, que tem à frente o secretário Arthur Reis.

Os projetos dos alunos também contam com o respaldo das Gerências Regionais de Ensino, diretorias das escolas, coordenações e equipes de professores e alunos, com a crescente motivação e desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa científica.

 


Link da página:
O portal Diário Arapiraca não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Davi Salsa